Artista recria sentimentos na pandemia em ilustrações estilo ukiyo-e

A pandemia apareceu causando situações difíceis como perda de empregos, instabilidade financeira e, em alguns casos terríveis, até mesmo a perda de um amigo ou ente querido devido ao vírus. Chegamos a um novo ano e, embora os efeitos da pandemia ainda sejam sentidos, podemos  refletir sobre o que 2020 nos trouxe.

Criatividade e talento

A pandemia afetou milhões de vidas em todo o mundo e, apesar de tudo de negativo que aconteceu, podemos olhar para o ano passado como um ponto de união para nossas experiências compartilhadas.

Um artista japonês que está usando sua criatividade e talento para ilustrar algumas dessas experiências compartilhadas é Zenjidō Yamada. Ele é conhecido por criar arte alegre e muitas vezes humorística que traz um toque moderno à arte tradicional japonesa de ukiyo-e, ou gravuras em xilogravura.

Seu trabalho frequentemente retrata um homem que parece ter vindo direto do período Edo do Japão (1603-1868) em uma variedade de situações – situações que são de natureza totalmente humana.

Yamada tem quase um milhão de seguidores no Instagram (@y_haiku) e mesmo quando se trata de suas postagens nas redes sociais, ele mantêm a fantasia japonesa feudal usando um estilo clássico japonês de escrever para as legendas.



Ilustrações atuais

Embora a postagem com o tema 2020 original de Yamada apresentasse alguns tópicos centrados no Japão, algumas ilustrações destacam os pensamentos e as lutas que muitos de nós tivemos, não importa onde estejamos

Dois bons exemplos disso são as ilustrações que abordam o “novo normal” ao qual muitos de nós tivemos que nos adaptar no ano passado. (pandemia)

A imagem à esquerda mostra o homem do período Edo expressando um rápido “Ah!” de surpresa, com o texto traduzido como: “Parece que estou nu quando esqueço minha máscara.”

Yamada mostra outra medida de prevenção à direita. Enquanto o homem na imagem deixa escapar, “Está doendo!”, a legenda explica para nós seus pensamentos: “Eu tenho higienizado muito minhas mãos, até que elas ficaram machucadas.”

Para evitar a propagação da pandemia, as empresas em todo o mundo começaram a mudar para o estilo de home office.

No entanto, esse não era o caso para todos – no Japão, por exemplo, imagens de estações de trem durante a hora do rush ainda mostravam milhares de funcionários indo para o trabalho todos os dias. Por meio de sua ilustração, Yamada captura perfeitamente o que definitivamente teria sido um sentimento comum entre esses funcionários.

À direita, o homem Edo está de volta ao seu traje normal, mas desta vez, ele está expressando algumas preocupações sobre adoecer durante a pandemia. Ele parece estar imerso em seus pensamentos, e o texto nos dá um vislumbre disso: “Há tanta pressão para não ficar doente agora. Vai ser problemático se eu pegar um resfriado agora … ”

Para as imagens que se concentraram em experiências no Japão, Yamada cobriu coisas como Amabie, o demônio anti-peste que se tornou um símbolo popular para combater o coronavírus, e a prevalência de produtos Demon Slayer em todo o Japão.

Você pode ver o resto das ilustrações de Zenjidō Yamada em seu Instagram. Eles também têm um blog e uma página no Twitter, todos inteiramente em japonês.

Fonte: grapee.jp

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link