Caverna Reigando: a casa do famoso samurai Miyamoto Musashi

A caverna Reigando está localizada em Kumamoto, no Japão. Por mais que nessa prefeitura você possa ir à diversas atrações turísticas sem grandes dificuldades, se você não se importar em fazer um esforço para viajar para fora do centro da cidade, você pode ser  recompensado com locais incríveis e pontos pouco visitados.

Na verdade, a pouco passos da cidade já está essa caverna que costuma não receber muitos visitantes, mas que é incrível.

A Caverna Reigando e Miyamoto Musashi

Ao chegar no local, existem dois pontos que são os mais interessantes: a casa de Musashi e o Go-hyaku Rakan.

Assim, em primeiro lugar, o fato da caverna ter servido como casa para Miyamoto Musashi (1584 – 1645), um dos samurais mais famosos do Japão.

Musashi viajava muito e foi conhecido por dominar a arte da espada como ninguém. Acredita-se que ele ficou invicto por 60 duelos. Até hoje qualquer um o admira por sua habilidade e modo de pensar.

E foi ali, naquela caverna que ele escreveu um de seus livros de maior sucesso, traduzido para vários idiomas e muito lido até hoje.

Musashi escondeu-se na caverna e ficou em um espaço que era de pouco mais de seis metros de largura. Ele chegou ali por volta de 1643 para dar início à escrita de um livro, que viria a ser O Livro dos Cinco Anéis. Esta obra é um relato prático e filosófico da guerra dividido em cinco partes: Fogo, Vento, Terra, Água e o Vazio. Ele terminou o livro na primavera de 1645 e morreu alguns meses depois ali mesmo, com cerca de 60 anos de idade.


Leia também:


Os Go-hyaku Rakan na Caverna Reigando

Os Go-hyaku Rakan são os Quinhentos seguidores de Buda que alcançaram a iluminação.

Assim, eles foram representados em estátuas que estão espalhadas antes da caverna até a sua entrada. As posturas e expressões desses seguidores são as mais variadas e lembram os guerreiros de terracota da China.

Alguns deles estão sentados em contemplação meditativa com as pálpebras salientes e serenamente fechadas; outros estão fazendo caretas ou rindo de uma piada que ninguém consegue entender.

Além disso, acredita-se que em algum lugar em meio aos montes cobertos de musgo você encontrará um que se parece com você. Mas isso vai da leitura de cada um, pois muitas pessoas ficam examinando essas estátuas e não conseguem achar nenhum que se pareça com eles.

Ao mesmo tempo, as estátuas são algo incrível de se ver e observar por várias horas.

A visão é ainda mais bonita no final da tarde, com o pôr-do-sol.  Nesse momento, os raios de sol que ainda restam e que estão com uma cor incrível, banham manchas da encosta em uma luz brilhante. E outras áreas estão mergulhadas nas sombras, escondendo as estátuas em meio a escuridão. Com certeza essa experiência é muito mágica.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link