Não se esqueça: nunca peça para um policial japonês atirar em você. Veja o que pode acontecer.

Em uma noite de domingo, um homem pediu a um policial japonês que atirasse nele. E aprendeu uma lição óbvia de uma maneira difícil do que não se deve dizer a um policial. Isso aconteceu após ele tentar atear fogo e um estacionamento em Nagoya e dar início a uma perseguição.

Muitas pessoas acham que mesmo pedindo para um policial dar um tiro nelas, isso não vai acontecer. Afinal de contas, no país a polícia aprende artes marciais para atacar alguém e evitar o máximo de ferimentos à pessoa. Porém, nem sempre dá para agir dessa maneira.

O policial japonês e o inusitado pedido para atirar em alguém

No Japão, para a maioria das pessoas, a noite de domingo é uma noite tranquila. É o começo para a preparação de uma nova semana longa e cheia de trabalho ou ida à escola.

No entanto, no último domingo, por volta das 22h, um homem de 47 anos no bairro Kaminagoya em Nagoya foi visto tentando atear um fogo dentro de um estacionamento.

Um transeunte percebeu algum tipo de fogo e chamou a polícia, que enviou um policial que chegou rapidamente ao local, encontrando o suspeito no primeiro andar do prédio gritando e empunhando uma faca. Quando ele percebeu que tinha sido localizado, o suspeito gritou mais ainda e começou a gritar para que o policial atirasse nele. Dizia “atire em mim !”.

A partir daí, começou a correr para os andares superiores.


Leia também:


A perseguição do policial japonês ao criminoso

O policial deu início à perseguição e, quando chegaram ao terceiro andar, o suspeito parou de correr e, em vez disso, começou a avançar sobre o policial.

O policial o avisou para jogar a arma no chão, anunciando “Se você não largar a faca, eu atiro em você”. Implacável, o suspeito continuou avançando. Quando um tiro de advertência disparado contra os pés do suspeito ainda não o deteve, o policial atendeu ao pedido do suspeito e cumpriu sua promessa, colocando uma bala na parte inferior do abdômen do homem.

Após o tiroteio, o homem foi preso no local, mas em vez de ser levado para a prisão foi transportado para o hospital para tratamento médico. Ele estava consciente durante a viagem de ambulância e sua vida não corre perigo.

Este incidente foi semelhante a um ocorrido em Osaka há alguns anos. Na ocasião, um homem avançando sobre os policiais segurando uma faca disse a eles “se vocês vão atirar em mim, façam isso já”.

Na ocasião, ele levou um tiro na coxa por conta de suas ameaças.

Assim, lembre-se de que, embora o treinamento da polícia japonesa inclua algo chamado taiho-jutsu, ou “técnicas de prender artes marciais”, projetado para subjugar criminosos de forma de baixo impacto e ferimentos, os policiais evitarão a luta ao lidar com alguém com um perigoso arma, especialmente alguém que está literalmente pedindo para levar um tiro.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link