Como é uma barbearia antiga no Japão?

Você já pensou como funciona uma barbearia antiga no Japão?

Foi pensando nisso que um colaborador do site Sora News foi em busca e acabou descobrindo a Barbearia Shibagaki.

Ela foi fundada em 1897, apenas 30 anos após o fim do Período Edo (1603-1867) e, posteriormente, foi publicado o Edito Danpatsurei emitido pelo governo de 1871, que permitia aos samurais cortar os cabelos ao estilo ocidental.

Assim que o edital foi publicado, o fundador da Barbearia Shibagaki, Eikichi Shibagaki, mudou seu negócio de cabeleireiro para corte de cabelo para se adaptar aos novos tempos.

Conheça mais sobre essa barbearia e como ela está em funcionamento até hoje

A barbearia antiga no Japão

Durante o período Meiji (1868-1912), o Japão passou por um período de ocidentalização que se estendeu além dos estilos de cabelo para influenciar todas as facetas da vida diária. Durante esse tempo, a barbearia Shibagaki estava localizada no mesmo lugar em que foi estabelecida pela primeira vez – em Sumiyoshi-cho em Naka-ku, Yokohama.

Depois de sobreviver ao Grande Terremoto de Kanto de 1923, à Segunda Guerra Mundial (1939-1945), Shibagaki foi forçado a se mudar por ordem do Gabinete do Comandante Supremo das Potências Aliadas do General Douglas MacArthur durante a ocupação dos Aliados após a Segunda Guerra Mundial.

Foi então que Shibagaki mudou-se para Hatsunecho, onde o negócio continua até hoje. Agora, 124 anos após a fundação da empresa, o proprietário da 5ª geração, Shintaro Shibagaki, continua o negócio da família, e o homem de 78 anos corta cabelos desde 1958.


Leia também:


Hoje em dia, ela já não é tão movimentada como no seu apogeu, antes que cortes de cabelo baratos e estilistas descolados aparecessem em cena nos anos 1990. Ainda assim, Shibagaki tem uma lista de clientes leais que o visitam regularmente para obter seu toque profissional, e alguns visitantes de vez em quando de pessoas que desejam experimentar a barbearia da velha guarda.

Quando se trata de estilos, a grande maioria dos clientes simplesmente recua e deixa que Shibagaki decida que tipo de corte de cabelo seria mais adequado para eles.

Mas, a grande sensação também acontece ao final de um corte.

Após a realização de um corte, para terminar o serviço, Shibagaki usa um dispositivo de metal de aparência pesada. Se trata de uma máquina desenvolvida na era Showa (1926-1989) para massagear. A sensação é incrivelmente boa, com vibrações incrivelmente fortes que liberam toda a tensão em seus músculos. É mais um motivo para ir até a barbearia.

Além disso, Shibagaki realmente sabe como cortar o cabelo para se adequar ao rosto de uma pessoa, e a gradação perfeita de comprimento de curto para longo foi a prova das habilidades de um barbeiro mestre.

Esse ainda é um dos poucos lugares tradicionais no Japão, assim, quem tiver a oportunidade, vale a pena fazer uma visita.

Fonte: Sora News

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link