Okurimono: a arte presentear no Japão sempre que se visita alguém

Okurimono é um dos aspectos da cultura japonesa mais bonitos. Afinal de contas, ele é o ato de dar um presente sempre que se vista alguém ou quando se volta de viagem.

Assim, por exemplo, sempre que você fosse visitar alguém, você iria levar algo pra quem te recebe. Mas, por que fazer isso? A resposta é simples, é um ato de respeito com quem abre a casa para você. E por que fazer isso quando se volta de uma viagem? Para mostrar aos outros que se lembrou deles.

Conheça aqui mais sobre essa prática e como ela demonstra muito da cultura japonesa.

Okurimono na cultura japonesa

Um princípio das relações no Japão é a reciprocidade. Assim, presentear alguém demonstra que você está fazendo um ato de reciprocidade por tudo que ela já possa ter te feito. Quando falamos em reciprocidade, também devemos levar em conta de que é um ato em que não se espera algo da pessoa.

Ou seja, você presenteia sem esperar nada, simplesmente por educação. Presentear, portanto, é um costume enraizado na cultura japonesa. E, o melhor de tudo, é que no Japão existem ótimos presentes para todos os gostos. Assim, eles podem ir desde chocolates até objetos mais sofisticados que são de decoração ou práticos para o dia a dia.

Quando se vai a casa de alguém é comum levar uma lembrança que possui o nome de temiyage. E quando se viaja, é comum levar um presente para as pessoas com as quais se convive, que é o omiyage. O omiyage é tão comum que é por conta disso que muitas empresas possuem produtos que são vendidos exclusivamente em uma região para quem, quem viajou para lá, possa comprar e levar para seus amigos, colegas e familiares.

Um exemplo dessas empresas é a Kit Kat Japão que possui determinados chocolates que podem ser encontrados em somente algumas regiões do país.


Leia também:


Os gestos para receber um okurimono

O Japão é um país com muitas regras de etiquetas e gestos. Assim, não seria diferente para se presentear e receber um presente.

Para entregar o presente, é preciso segurar o embrulho com as duas mão e fazer a curvatura para entregar para a pessoa. Por sua vez, quem recebe deve receber com as duas palmas da mão viradas para cima e também fazer a reverência. Entretanto, esse é um hábito mais comum entre as pessoas mais tradicionais.

Entre os mais novos, principalmente, apenas entregar o presente já é uma demonstração de respeito.

Mas, o que é costume mais consensual, é que não se deve abrir o presente na frente da pessoa. Deve-se guardar e abrir somente depois. Diferente do que acontece em muitos lugares do mundo em que aquele que presenteia espera que a pessoa abra na frente dele para ver a reação e se a pessoa realmente gostou.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link