A maior fabricante de temperos japoneses finalmente chega ao Brasil!

A maior fabricante de temperos japoneses é Kikkoman Corp. E para a alegria de quem está no Brasil, a empresa anunciou que irá começar a produzir e a vender seu molho de soja (shoyu) no país.

A Kikkoman planeja estabelecer sua oitava fábrica no exterior para produzir o molho de soja honjōzō, que é feito pela fermentação e envelhecimento da soja usando microorganismos como o bolor kōji.

A empresa já opera fábricas em cinco países e regiões no exterior, incluindo Estados Unidos e China.

Saiba aqui mais sobre essa empresa e os motivos para ela ter escolhido o Brasil.


Leia também


A maior fabricante de temperos japoneses e o Brasil

Os pratos japoneses são comumente consumidos no Brasil, que tem a maior população mundial de descendentes de japoneses fora do Japão.

Existem várias empresas locais produzindo e vendendo molho de soja aqui.

Assim, basta ir qualquer mercado que seja um pouco maior que com certeza irá encontrar algum molho de soja. E, não somente ele, mas também uma outra variedade de alimentos orientais podem ser encontrados nas grandes redes de mercado.

Obviamente também não podemos esquecer que o vasto consumo de molho de soja no Brasil também acontece nos restaurantes. É muito comum encontrar em várias cidades restaurantes japoneses que funcionam pelo esquema de rodízio em que os principais atrativos são os sushi e os sashimi que ficam melhores ainda quando acompanhados dos molhos de soja.

Entretanto, o que poucas pessoas sabem é que o molho de soja consumido no Brasil é muito diferente em sabor daqueles feitos por empresas japonesas. Isso acontece porque os fabricantes brasileiros adicionam adoçante para melhor atender aos gostos locais e usam milho em vez de farinha.

No Japão o molho de soja é utilizado em quase todos os pratos. Algo que não acontece com muitos brasileiros que usam o molho preferencialmente para as comidas frias japonesas como o sushi e o sashimi.

A Kikkoman visa difundir no Brasil o uso do molho de soja “autêntico” feito com soja, farinha, sal e água de produção local. Vale lembrar que ele também é menos salgado e pode ter uma aparência um pouco mais rala que o molho de soja brasileiro. Entretanto, não deixa de ser muito saboroso.

“Queremos oferecer molho de soja diferente dos produtos feitos no Brasil e permitir que as pessoas experimentem o sabor profundo, aroma e cor do nosso molho de soja como novos valores”, disse Hideyuki Ozaki, presidente da unidade da Kikkoman no Brasil, Kikkoman do Brasil Industria e Comercio de Alimentos e Bebidas Ltda.

“Queremos que os brasileiros usem nosso molho de soja (não só para pratos japoneses, mas também) para pratos de carne e saladas”, acrescentou Ozaki.

E você, já está ansioso (a) para começar a consumir no seu dia a dia um autêntico molho de soja japonês?

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link