Homem japonês se desentende com seu chefe e tenta matá-lo com caminhão

Um homem japonês resolver tentar solucionar seus problemas com o seu chefe tentando atropelá-lo com um caminhão.

Veja aqui mais sobre essa história que é mais um exemplo de como os trabalhadores no Japão podem estar em condições estressantes e acabam tomando decisões equivocadas para resolverem seus problemas.

Homem japonês tenta assassinar seu chefe

A polícia em Tondabayashi, província de Osaka, prendeu um homem de 45 anos sob suspeita de tentativa de homicídio depois que ele deu ré em um caminhão para dentro do escritório de seu chefe de 65 anos na tentativa de matá-lo.

De acordo com a polícia, Mitsuhiko Midorikawa, que trabalha para uma empresa de transportes, admitiu a acusação e citou-o dizendo que queria matar seu chefe, relatou o jornal Sankei Shimbun. A polícia disse que ele usou um dos grandes caminhões de entrega da empresa para voltar ao escritório várias vezes por volta das 21h de sexta-feira (19 de novembro de 2021).

O chefe de Midorikawa estava sozinho no escritório na época.

Quando a caminhonete bateu em seu escritório, ele conseguiu escapar pela parte de trás. Provavelmente, a sua sorte foi que Midorikawa resolveu atropelar seu chefe enquanto ele ainda estava no escritório. Se ele tivesse dado ré quando o chefe estivesse na rua, certamente, ele poderia ter sido morto ou se ferido gravemente.

A polícia disse ter sido informada de que havia problemas entre os dois homens há algum tempo.


Leia também


Homem japonês é somente mais um exemplo de problemas entre chefes e funcionários no Japão

Entretanto, esse não é somente um caso isolado que acontece no Japão. Ao contrário, é cada vez mais comum ocorrer atritos entre os chefes no Japão e seus funcionários.

No começo do ano de 2020, um fato ocorreu de uma agressão de um chefe a um funcionário.

Um empregado de 20 e poucos anos de uma empresa de construção na província de Yamagata se recusou a ficar em casa no começo da pandemia. Além disso, atravessou a fronteira até Sendai, na província de Miyagi, em seu dia de folga.

Por causa disso, seu gerente disse-lhe para ficar em casa sem trabalhar. Essa era uma medida de precaução contra o potencial de espalhar a infecção para seus colegas de trabalho. E também poderia infectar qualquer outra pessoa com quem ele pudesse entrar em contato pelo caminho.

No entanto, o funcionário ignorou a ordem e apareceu em um local de trabalho na cidade de Sakata, em Yamagata.

Depois que o gerente, de 46 anos, descobriu, ele emitiu uma repreensão no local ao funcionário mais jovem … dando-lhe um soco no rosto e um golpe na cabeça. De acordo com ele, fez isso porque ele havia desrespeitado uma regra e também estava colocando todos em risco, já que não havia cumprido a quarentena e poderia infectar a todos no ambiente de trabalho.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link