Idosos no Japão são os responsáveis por centenas de mortes em acidentes e passarão a ser punidos severamente

Os idosos no Japão estão protagonizando uma série de acidentes de carros. Assim, o governo está intensificando as contra-medidas, promovendo a disseminação de veículos equipados com frenagem automática, entre outras iniciativas.

Veja mais aqui quais são essas medidas que vão muito além de punir, mas também de fazer com que os idosos possam dirigir sem causas tantos problemas.

Idosos no Japão e os acidentes

Enquanto o número de idosos que devolvem voluntariamente suas licenças está aumentando, os carros continuam sendo indispensáveis ​​para a vida diária em algumas áreas. Os especialistas ressaltam a necessidade de criar ambientes onde as pessoas possam se locomover sem carro.

De acordo com a Agência Nacional de Polícia, ocorreram 333 acidentes fatais em todo o país, provocados por condutores com 75 anos ou mais, em 2020, o que representa 13,8% do total.

No distrito de Ikebukuro, em Tóquio, em abril de 2019, o idoso chefe aposentado da Agência de Ciência e Tecnologia Industrial do antigo Ministério do Comércio e Indústria Internacional causou um acidente de carro que matou uma mãe e sua filha e feriu outras nove pessoas.

O homem foi condenado a cinco anos de prisão. Quando foi preso, ele admitiu que confundiu o freio e o acelerador. Em junho do mesmo ano, um motorista de minivan na casa dos 80 anos acelerou na direção errada por um cruzamento na cidade de Fukuoka. Dez pessoas foram apanhadas no acidente resultante, que também custou a vida do motorista e de sua esposa.

As contramedidas contra acidentes por motoristas idosos são uma questão urgente. Enquanto o governo pede que os motoristas idosos devolvam suas carteiras, vai exigir que novos modelos de carros sejam equipados com sistemas de freio automático a partir deste mês. Em maio de 2022, os motoristas com 75 anos ou mais que tenham mais de um certo nível de infrações de trânsito em seus registros serão obrigados a passar por um teste prático ao renovar sua licença.

Um sistema de licença limitada que permite aos motoristas dirigir somente se o veículo estiver equipado com uma tecnologia de apoio à direção segura também será introduzido.


Leia também


Seiji Abe, um professor da Universidade de Kansai especializado em segurança no trânsito, comentou: “Existem diferenças individuais, mas a atenção e a velocidade de reação das pessoas diminuem com a idade, portanto, evitar dirigir um carro levará à prevenção de acidentes.”

Muitos idosos, no entanto, vivem em áreas onde não existem supermercados ou hospitais perto de suas casas e, para eles, o carro é uma parte indispensável do dia a dia. Para evitar acidentes e, ao mesmo tempo, manter a conveniência para essas pessoas, Abe disse: “Além da disseminação de carros equipados com dispositivos para impedi-los de acelerar por engano, há uma necessidade de órgãos locais e outras organizações para melhorar proativamente os serviços de transporte nas áreas locais . “

Fonte: Mainichi.JP.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link