Idoso invade escola no Japão para recuperar item que professor retirou dele… há 40 anos

Você já deve ter passado pela situação em que perdeu, ou viu alguém perder, algum item que não deveria ter levado para a escola. Normalmente, os professores o retiram de você para não atrapalhar a aula e depois devolvem o objeto.

Entretanto, não foi o que aconteceu com esse homem há 40 anos. E, agora, ele resolveu recuperar o seu item. Ele ainda deve estar em algum lugar, certo?

A invasão à escola no Japão

Ao crescer, praticamente todo mundo já esteve em uma sala de aula onde um aluno é pego com algo que não deveria ter trazido para a escola e, em seguida, o professor confisca o item. Esse cenário comum aconteceu um dia em uma escola secundária na cidade de Mikasa, na província de Hokkaido, no norte do Japão, com um estudante do sexo masculino cujo nome não foi divulgado, a quem chamaremos de “Taro”.

Não está claro o que exatamente foi confiscado de Taro, mas o que quer que fosse, ele queria de volta.

Então, na semana passada, enquanto a escola estava fechada para as férias de inverno, Taro, acompanhado de sua namorada, entrou furtivamente na escola, com o objetivo final de recuperar seu contrabando.

Os dois conseguiram entrar em uma das salas dos funcionários da escola, mas não demorou muito até que um funcionário que estava no local os ouviu falando alto e chamou a polícia para denunciar os invasores. Alheio à abordagem da polícia, o casal ainda estava na escola quando os policiais chegaram ao local e os prenderam por invasão de propriedade.

Envolver a polícia, em vez de ligar para os pais do casal e dizer a eles que venham buscar seus filhos malcriados, pode parecer um exagero, assim como prendê-los em vez de suspendê-los da escola. Porém, Taro tem 63 anos, e sua namorada tem 58. Sim, ambos frequentaram o ensino médio mas ambos também se formaram há mais de 40 anos.


Leia também:


A vida não parece ter levado o casal para longe de suas casas de infância, pois ambos moram em Iwamizawa, a cidade vizinha de Mikasa a leste. A ira que Taro sentiu por ter tirado o que seu professor tirou dele também parece ser algo que ele guarda em seu coração, considerando o quanto ele fez em sua tentativa de recuperá-lo.

Não está claro se ele esperava ou não que o item ainda estivesse em um armário de armazenamento depois de mais de quatro décadas, mas ele também disse que esperava encontrar as informações de contato de seu professor. nos arquivos da escola, talvez para pedir-lhe pessoalmente que a devolva.

Ainda assim, considerando sua idade atual, parece que a coisa mais sábia para Taro teria sido simplesmente ligar para a escola ou entrar como um adulto e educadamente pedir suas coisas de volta. Quanto ao motivo de ele não ter feito isso, tanto Taro quanto sua namorada estavam bêbados no momento de sua prisão, então parece que este pode ser o caso de duas pessoas relembrando seus dias de estudante enquanto estavam bêbadas e excitadas, então decidindo “ Devemos invadir a escola e pegar minhas coisas de volta!”, que é o tipo de coisa que realmente só parece uma boa ideia para adolescentes e pessoas bêbadas.

Fonte: Sora News.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link