Kombucha: uma invenção japonesa “distorcida” pelo ocidente

A kombucha é mais uma invenção japonesa que ganhou o mundo. Entretanto, hoje em dia, ela é muito diferente de como os japoneses a conceberam.

Obviamente que a kombucha atual não é melhor nem pior, mas é diferente.

Assim, nesse artigo, te apresentamos a origda da Kombucha e como ela foi inventada no Japão.

Kombucha: uma invenção japonesa

Quando você ouve a palavra kombucha no Japão, as pessoas pensam em um chá feito de alga kombu konbucha ou 昆布茶). 

Entretanto, embora semelhante em nome, o kombucha é na verdade feito de kombu seco ou em pó misturado com chá verde e derramado sobre água quente. No entanto, o kombucha de estilo ocidental é um chá fermentado ácido. Este estilo de kombucha, que se tornou um fenômeno mundial, é feito pela fermentação de uma cultura viva chamada SCOBY – uma colônia simbiótica de bactérias e leveduras. 

Muitas pessoas consomem essa bebida hoje em dia enquanto um substituo saudável de refrigerantes. Por conta desse motivo, ela tem se tornado cada vez mais famosa.

Assim, no ocidente a kombucha é feita misturando chá resfriado (geralmente chá preto ou verde) com açúcar e o SCOBY vivo. Isso é deixado para fermentar, permitindo que o SCOBY reaja com o açúcar e o chá por um período de dias ou semanas. 

À medida que o açúcar é digerido pela levedura, através da fermentação, são produzidos vários probióticos, ácidos orgânicos e vitaminas. O resultado é um líquido semelhante ao vinagre, levemente adocicado, proporcionando excelentes benefícios à saúde. 

Reputado como fortalecedor do sistema imunológico, diminuindo o risco de câncer e aumentando a libido, os benefícios relatados tornaram o kombucha popular em todo o mundo.


Leia também


A origem dessa invenção japonesa

Existem várias histórias sobre as origens do kombuchá, com a principal teoria datando do nordeste da China (formalmente conhecido como Manchúria) em 220 aC. 

Acredita-se que o nome tenha derivado de um médico coreano, Dr. Kombu, que trouxe o chá fermentado para o Japão como um curativo para o imperador Inkyo. À medida que as rotas comerciais se expandiram, ganhou mais popularidade em toda a Europa, especialmente por seus benefícios à saúde.

Uma das outras histórias sobre as origens do kombucha é que ela tenha vindo do distrito do Mar de Bohai, na China.

Porém, não se sabe ao certo como ela se espalhou. O que se sabe é que a bebida foi consumida na Rússia e de lá entrou no resto da Europa.

Curiosamente, mesmo com as trocas comerciais, seu consumo só aumentou nos países do continente americano durante o início do século 21.

Vale ressaltar ainda que a kombucha possui um teor alcóolico inferior a 0,5%. É por conta disso que ela é uma bebida que não é regulamentada por alguns governos, como é o caso do govenro dos EUA. Mesmo assim a sua produção acontece até mesmo dentro de casas.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link