Coronavírus no Japão: estrangeiros que viajaram a Wuhei são vetados

O governo está adotando uma série de medidas para evitar que o coronavírus no Japão se espalhe. Então, estrangeiros que tenham viajado para a Hubei nas últimas duas semanas e pretendiam ir ao Japão não poderão mais.

Sem voos

Quarentena no aeroporto

O comunicado foi feito pelo primeiro ministro Shinzo Abe nessa última sexta-feira (28/01/20), segundo Reuters. Além disso, a empresa de turismo JTB cancelou os tours programados para a China.

A previsão é que até o final de fevereiro todas as viagens já estejam canceladas. A empresa é uma das maiores do país e além de Hubei, Hong Kong e Macao entraram na lista de destinos que não serão oferecidos.

Já a empresa Japan Airlines está considerando suspender os voos, mas afirmou que a demanda de viagens para a China caiu pela metade em fevereiro.

O Japão está emitindo comunicados a seus cidadãos e pessoas que vivem no país para cancelar todas as viagens não urgentes para a China. Já para Hubei a orientação é não viajar para lá seja urgente ou não.

Resgates e alerta

O país já enviou três aviões para resgatar seus cidadãos do marco zero em Wuhei. Além disso, Shinzo Abe aumentou o nível de segurança (2) para tentar evitar que o coronavírus se espalhe no país.

Isso quer dizer que o governo poderá fazer internamentos compulsórios de quem apresentar sintomas da doença, usar recursos públicos para tratamento e outras medidas necessárias respeitando os direitos humanos.

O governo informou a imprensa que as novas restrições seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) que declarou emergência global.

Por isso, o país evita receber estrangeiros que tenham estado em Wuhei, já que foram relatados casos de pessoas infectadas assintomáticas e o controle se torna mais difícil.

Leia também

O terceiro avião de repatriamento e resgate de japoneses teve duas pessoas encaminhadas a atendimento médico e algumas pessoas relataram não estarem se sentindo bem, segundo informações do NHK. No entanto, nenhum novo caso foi confirmado e elas estão sendo monitoradas.

Ambulância saindo com japoneses em quarentena

Dos outros aviões, três pessoas foram diagnosticadas oficialmente com o coronavírus e duas não apresentavam sintomas.

Ao todo já foram resgatados 565 japoneses. O ministro de relações estrangeiras Toshimitsu Motegi afirmou que o Japão está trabalhando para repatriar todos os cidadãos que morem em Wuhan e em áreas próximas que desejam retornar ao país.

No entanto, o quarto avião fretado não poderá sair essa semana. Já o governo enfrentou fortes críticas e muitos acharam que houve demora no posicionamento.

O governo japonês afirmou ter tomado todas as medidas necessárias e planeja remanejar os repatriados para um abrigo público adequado. O Japão conta com 20 pessoas diagnosticadas com coronavírus até a data de hoje (01-02-20).

Shinzo Abe já afirmou que novas medidas serão tomadas nos próximos dias e que a preocupação agora é prover  acesso de máscaras e outros materiais considerados essenciais, assim como atendimento médico adequado para toda a população.

Medidas contra coronavírus no Japão
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link