Aprenda japonês: Katakana e o uso das palavras estrangeiras

Em 2013 um homem de 71 anos processou o canal de notícias NHK pedindo uma indenização de cerca de 13 mil dólares por lhe causarem mal estar emocional desnecessário ao usarem palavras da língua inglesa de forma exagerada.

Na época o presidente da NHK se pronunciou e disse que, de fato, também se sentia confuso  por não entender 100% as palavras de origem inglesa, mas que seguem uma diretriz para o uso dessas palavras e que não há lei proibindo seu uso em programas noticiários.

Katakana

O silabário do katakana é o sistema utilizado para escrever palavras e nomes estrangeiros: Nomes próprios, nome dos países, além de objetos e conceitos que não possuem tradução exata, pois não existiam no país antes da entrada dos ocidentais.

Mas no decorrer do processo de aprender o japonês, você irá observar que muitas palavras são escritas em katakana mesmo sendo de origem japonesa e, em outros casos, te farão pensar: “Mas como assim? não existia isso antes dos ocidentais?”

Quem estuda japonês costuma achar cômico essas palavras “japoglesas” mas a verdade é que elas são cada vez mais utilizadas e é necessário aprendê-las como vocabulário japonês, pois já fazem parte do idioma.

Além de utilizado para palavras de origem estrangeira, o katakana serve também para dar destaque a uma palavra, para onomatopéias e para simplificar o que é escrito com kanji muito complicado.

Veja algumas dessas palavras japonesas que são escritas em katakana:

katakana

  • 煙草・ タバコ ・Tabaco – Cigarro
  • 馬鹿・バカ・Baka – Idiota
  • 漫画・マンガ・Mangá – As famosas histórias em quadrinho
  • 可愛い・カワイイ・Kawaii – Fofo, lindinho(a)
  • 駄目・ダメ・Dame – Não pode!
  • 携帯・ケータイ・Keetai – Significa “Portátil” e é abreviação de 携帯電話(けいたい でんわ / Keitai Denwa / Telefone portátil) e acabou se tornando uma palavra nova para se referir á `Celular´

Em embalagens, cardápios, propagandas, título de músicas e/ou programas, escrever em katakana é uma forma de dar destaque, se tornou um estilo e passa uma imagem moderna, descolada e jovem.

Por que グレープ (Gureepu, do inglês grape) se existe ぶどう (Budô / Uva) em japonês? Questão de estilo.

As onomatopéias são comuns em mangás muito utilizadas nas conversas.

Veja alguns exemplos:

nihongo katakana

パシャパシャ (Pasha Pasha) é o som da água sendo jogada no rosto.

nihongo katakana

ポロ(Poro) é o som da lágrima escorrendo. Se fossem várias lágrimas, seria Poro Poro Poro…

Agora vamos ver algumas palavras que existiam no Japão antes dos ocidentais entrarem, mas que hoje em dia se tornaram obsoletas.

Se você se perguntar, por exemplo, por que ジュース(Juusu / Suco, do inglês Juice) é escrito em katakana sendo que no Japão existiam frutas e consequentemente, suco, é porque aquilo se trata de um novo conceito.

A fruta e o suco dela existiam sim, mas o conceito de espremer esse suco em um copo e beber é algo novo e vindo de fora, por isso sua representação em katakana.

便所(べんじょ/ Benjo) se tornou トイレ (Toire – Toilet – Banheiro) – Sim, existe banheiro desde sempre, mas com outro conceito: O banheiro tradicional é um buraco no chão. Esse estilo ainda existe no Japão, mas a palavra original simplesmente não é mais utilizada. Seria como dizer latrina em português.

  • おさじ (Osaji) virou スプーン(Supuun, do inglês Spoon / Colher)
  • (とびら/ Tobira) virou ドア (Doa, do inglês Door / Porta)
  • 居間(いま/ Imá) virou リビング (Ribingu, do inglês Living / Sala de estar)
  • 寝巻き(ねまき / Nemaki) virou パジャマ(Pajama, do inglês Pajama / Pijama)
  • ちり紙(ちりがみ / Chirigami) virou ティッシュ(Tissue / Lenço de papel)

Os portugueses foram os primeiros ocidentais a pisarem no Japão, e deixaram algumas palavras que são utilizadas até hoje:

  • パン(Pan / Pão)
  • コップ(Koppu / Copo)
  • ボタン(Botan / Botão)
  • おんぶ (Ombu / Ombro) – Se refere a carregar alguém nas costas
  • てんぷら(Tempurá / Temperar) um dos pratos mais deliciosos!

Acredita-se que o “Né?” bastante utilizado pelos japoneses também tenha origem portuguesa. A gente também fala, né? (Não é?)

Há ainda palavras e expressões estrangeiras tão `japonesadas´ que são difíceis de entender e de aceitar, mas o segredo é levar com leveza e se divertir com elas:

nihongo katakana

オーライ(Oorai / All right /Tudo bem) – Usado para ajudar um motorista a manobrar um carro de ré. Significa Pode vir, pode vir. (Oorai, oorai)

フーズ(Fuuzu, de foods / Alimentos) – Em um livro didático aparece na lição que a pessoa trabalha na empresa JF Fuuzu, ou seja, JF produtos alimentícios. A questão é que o nome da empresa poderia muito bem ser em japonês (JF 食品・しょくひん・Shokuhin, literalmente produtos alimentícios). Os alunos ficam indignados, mas depois, dão risada.

グッド・ラック!(Guddo Rakku / Good Luck / Boa sorte) – Um aluno viu em um programa de TV alguém falar isso e achou engraçado. A expressão `Boa sorte´ não existe na língua japonesa. O mais próximo disso usado pelos japoneses é o `Gambatê´ ou seja, faça o seu melhor, que nada tem a ver com sorte mas…. Nada de errado em desejar um pouco de sorte também!


Leia também


Existe uma polêmica na internet de que se uma palavra existe na língua japonesa, deveria ser utilizada e não há necessidade de adotar de outros idiomas;

O Japão é um país de idosos, eles não deveriam ser considerados? Por outro lado, há a opinião de que os jovens cada vez mais querem expressar novas formas de pensar, e essas expressões não existem no idioma nativo deles.

Independente das opiniões discrepantes, fato é que a globalização já é realidade, os tempos mudam e a língua também, e é necessário nos adaptarmos se quisermos sobreviver na nova realidade.

 

SOBRE A AUTORA 
TAINA ONUKI
Filha de mãe brasileira e pai japonês, morou no Japão durante 6 anos. Graduada em pedagogia, hoje mora em São Paulo onde dá aulas de Japonês na maior escola de língua japonesa da América Latina.
katakana

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link