Pesquisa: 86% dos japoneses estão adotando o distanciamento social após declaração de emergência

Pesquisa mostra que, após declaração de emergência feito pelo Primeiro Ministro, 86% dos japoneses praticam maior distanciamento social.

A população japonesa está cada vez mais temerosa com a disseminação do novo coronavírus, e a grande maioria está praticando um maior distanciamento social após a declaração de emergência.

A pesquisa foi realizada no dia 8 de abril pelo Mainichi Shimbun e outros órgãos japoneses.

Cerca de 86% dos 2.190 participantes da pesquisa por telefone disseram que estavam evitando sair ou participar de eventos.

A declaração de emergência feita por Shinzo Abe, abrange Tóquio além das prefeituras de Osaka, Hyogo, Saitama, Kanagawa, Chiba e Fukuoka.

Contudo, apenas 13% do total de entrevistados disseram que não haviam mudado suas rotinas.

harajuku coronavírus
Ruas do distrito de Harajuku praticamente desertas

Enquanto isso, 63% dos entrevistados que vivem fora das áreas-alvo acreditam que o estado de emergência deve ser expandido para mais partes do Japão.

Principais problemas causados pelo Coronavírus

Foi enviado por celular a seguinte pergunta:

“Qual é o maior problema causado pela pandemia de coronavírus para você?”.

Dos 1.144 entrevistados que responderam em seus telefones celulares, 916 enviaram respostas, e a mais comum foi a falta de máscaras.

Além disso, outros pontos foram lembrados como problemas relacionados ao trabalho, risco de infecção, renda e assistência à infância.

300 mil ienes é suficiente?

Essa pergunta foi enviada e 46% dos entrevistados disseram que a medida era insuficiente para ajudar pessoas que tiveram suas rendas atingidas pela pandemia.

Entre pessoas entre 20 e 40 anos, mais de 50% dos quais disseram que a medida ficou aquém.


Leia também


Fonte: Mainichi Shimbum

coronavírus

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link