75 anos depois da guerra, mais de 1 milhão de corpos de japoneses permanecem desaparecidos

Os corpos de japoneses permanecem desaparecidos mesmo depois de 75 anos do final da II Guerra Mundial. Estes corpos são de pessoas que eram soldados ou que acabaram morrendo por conta de algum conflito.

Isso acontece porque muitos dos soldados mortos, por exemplo, tinham o corpo enterrado em valas comuns. Assim, somente um arqueólogo pode fazer a escavação e, juntamente com outros profissionais, juntas os ossos para tentar descobrir quem era cada um.

Além disso, os corpos não estão somente no território japonês, mas por toda a Ásia, onde houve maiores investidas dos militares japoneses durante a II Guerra Mundial.

Confira neste artigo um pouco mais sobre o trabalho das pessoas que tentam localizar esses corpos e outras informações sobre esse árduo e importante trabalho.

Os corpos de japoneses desaparecidos durante a guerra

Ao todo são mais de 1 milhão de corpos que ainda hoje estão desaparecidos. Eles são a metade dos quase 2,5 milhões de soldados que foram mortos durante a II Guerra Mundial.

Os corpos de japoneses estão nas ilhas remotas no sul do Pacífico, no norte da China, na Mongólia e na Rússia.

Mesmo com as buscas e a alta tecnologia para o reconhecimento dos ossos, há poucas chances que todas as famílias consigam saber do paradeiro de seus parentes. Apenas cerca de meio milhão são considerados recuperáveis. Os demais se perdem no mar ou estão enterrados em áreas de difícil acesso por questões políticas. 

Além disso, o trabalho tem se tornado cada vez mais difícil, pois as memórias acabam se desvanecendo e os artefatos e documentos se perdem. Soma-se a isso o fato de que os familiares também envelhecem. 

Entretanto, muitos ainda lutam e querem saber o que aconteceu com seus parentes. Afinal de contas, durante a guerra, o governo japonês mandava apenas uma caixa com uma pedra para os familiares do soldado sem dizer nada a respeito do que havia acontecido.


Leia também:


A busca pelos corpos de japoneses

Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência é o responsável pelas medidas de apoio às famílias que perderam seus parentes durante a guerra e que está na liderança desse resgate de corpos.

Essa busca ocorre desde 1951, mas naquela época os corpos não puderam ser devolvidos às famílias pois não se sabia quem eram.

Mas, hoje já há um trabalho para a recuperação desses corpos em que há testes de DNA. Além disso, em outros momentos também foram encontrados corpos de coreanos e entregues à Coreia do Sul para fazer o devido reconhecimento e para que os corpos voltem para seu país natal.

Uma das principais valas já descobertas está em Iwo Jima, onde foram encontrados inúmeros restos mortais de soldados. Boa parte desses corpos vai para um cemitério de soldados desconhecidos em Tóquio, onde são sepultados e onde qualquer um pode prestar suas orações.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link