Guia para gestos japoneses: linguagem corporal e seus significados

O site Tokyo Weekender trouxe recentemente um guia muito bacana de gestos japoneses que te ajudará um bocado a entender melhor o que os nipônicos estão dizendo.

Você certamente não vai errar na próxima vez.

Línguas estrangeiras são difíceis. Existem tantas palavras, frases e expressões para lembrar. Mas não é só de linguagem falada que uma língua é composta. A linguagem corporal também é uma parte muito importante, tanto que, dizem, para você ter certeza absoluta de que é fluente em determinada língua, experimente uma boa conversa ao telefone. Se conseguir se expressar adequadamente e entender bem o interlocutor: parabéns, você passou no teste!

Então, agora que você já sabe a importância da linguagem corporal na comunicação, esperamos que este guia para os gestos japoneses mais comuns o ajude de alguma forma e que, no mínimo, o salve de alguns mal-entendidos estranhos.

Sinal de Ok virado

Descrição: Levante a mão em um sinal de ok deitado de baixo para cima.

O que significa: alguém tem muito dinheiro ou pagou muito por algo, ou algo custa muito dinheiro.

Quando e como usar: “Ah, você comprou um carro novo? Eu acho que foi … ” *sinal de ok virado*

Atenção: este mesmo gesto tem um significado indecente no Brasil, por isso brasileiros podem ficar sem jeito em usá-lo, mas no Japão é completamente normal.

Balançar os óculos

Descrição: Balance seus óculos para cima e para baixo, ou se você não tiver óculos, simplesmente aponte dois dedos de uma mão e deslize-os para cima e para baixo em sua têmpora.

Significado: alguém é inteligente, estudioso ou estudou em uma universidade importante.

Quando e como usar: geralmente usado ao falar sobre outra pessoa e ouvir que ela foi para uma determinada universidade ou concluiu algo acadêmico. “Oh, então ela é assim, hein?” *mexe os óculos *

Curiosidade: Na vizinha Taiwan, tocar o dedo indicador e médio na têmpora indica que alguém é louco, e não inteligente.

“Tocar” buzina

Descrição: Feche a mão em punho e coloque-a contra o nariz.

Quer dizer: esse cara está cheio de si. Também pode ser usado para imitar a criatura sobrenatural de nariz comprido, o Tengu.

Quando e como usar: quando você quer falar sobre alguém pelas costas e quer dar a entender que ele é um pouco arrogante, mas não quer necessariamente dizer isso. “Você conhece Tanaka-san do departamento de contabilidade? Ele acabou de comprar uma casa e agora ele está…” *gesto de punho contra nariz*


Leia também


Moedor de gergelim

Descrição: Enrole uma mão em punho e esfregue-a contra a palma da outra em um movimento circular.

Significado: o gesto mostra alguém moendo gergelim, que é o equivalente japonês a polir uma maçã – algo que seria feito pelo pelo aluno na escola antes de dar a maçã ao seu professor (prática comum em tempos passados). Da mesma forma, moer sementes de gergelim para um superior tem o mesmo efeito. Isso implica que alguém está tentando puxar saco ou obter favores de outra pessoa. Ele pode ser usado de forma brincalhona e/ou maliciosa.

Quando e como usar: “Oh, você fez sua lição de casa e realmente entregou a tempo?” *esfrega o punho contra a palma da mão em um movimento circular*

“Que fedor”

Descrição: Acene com a mão na frente do rosto. Pontos de bônus por não mover muito o cotovelo.

Significado: significa não ou que algo está diferente.

Quando e como usar: geralmente usado em resposta a algo que acabou de ser dito, geralmente acompanhado pelas palavras 「違 う 、 違 う」 (“Chigau, chigau” / “Não, não.”) Ou 「いやいやいや」 (“Iya iya iya”, “Não, não, não”). Por exemplo: “Então este é o seu novo namorado?” “Não não!” *acene* (Não acene com muita ênfase ou você magoará os sentimentos da outra pessoa, especialmente se ela estiver esperando por algo mais.)

Este pode ser complicado para os recém-chegados ou visitantes de primeira viagem ao Japão, que muitas vezes o confundem com a onda ocidental “Ugh, algo cheira mal”.

O estranho aceno de mão

Descrição: Estique o braço e acene em sua direção.

Significado: É um gesto de sinalização, significando “venha aqui”.

Quando e como usar: Se alguém quiser que você se aproxime, é isso que eles farão. Ocasionalmente confundido com ser dispensado.

Apontar para o nariz

Descrição: Aponte para o nariz com o dedo indicador.

Significado: “Quem, eu?”

Quando e como usar: se alguém menciona seu nome ou lhe pede para fazer algo (e você fica surpreso com isso ou não quer fazer o que está sendo solicitado), aponte para si mesmo dessa maneira.

Dedinho da promessa

Descrição: Levante a mão com todos os dedos fechados em punho, exceto o dedo mínimo, que deve ficar esticado para cima.

Quer dizer: “Você tem namorada / namorado?” ou “Então esta pessoa é sua namorada / namorado?”

Quando e como usar: se você quer perguntar de forma discreta a um conhecido sobre namoro. É especialmente eficaz se o receptor já for casado, o que implica um caso ilícito. Quanto menos dito, melhor: “Então …?” *gesto*

Atenção: só fazer este gesto se o interlocutor for alguém com quem você tem alguma intimidade. Você não quer passar por inconveniente, não é?

Dedos cruzados

Descrição: Segure seus dedos indicadores em forma de x à sua frente.

Significado: “Não nos traga mais bebidas / alimentos”. “Traga a conta, por favor.”

Quando e como usar: usado como um sinal para indicar que você deseja pagar e sair. Especialmente apropriado em bares para recepcionistas, onde você é cobrado por hora e também pelas bebidas que está pedindo.

Cruzar os braços em X

Descrição: Coloque os braços em cruz na frente do peito. Pontos de bônus por uma carranca severa.

Significado: “Você não pode fazer isso”. “Você não pode passar por aqui.” “Pare o que estiver fazendo.”

Quando e como usar: sempre que alguém está tentando fazer algo ou vai a algum lugar que não está autorizado a fazer, alguém invariavelmente fará isso. É tão forte quanto um “Dame!” (“Não pode!”)

Significado alternativo: os fãs do X-Japan usarão isso, especialmente para fotos. O formato de x ficará um pouco mais alto, quase cobrindo o rosto.

Andar cortando o ar

Descrição: Levante uma mão a frente do rosto e pique o ar à sua frente com ela.

Significado: “Desculpe, pessoal, estou cortando/passando”.

Quando e como usar: se você quer abrir caminho em áreas lotadas por uma massa de pessoas. Se fizar isso não cortando o ar, mas apenas uma única vez, indica um pedido de lincença para passar na frente de alguém e não atrapalhar a visão (por exemplo, passar na frente da lousa ou TV).

Você já usou algum desses gestos? Sentiu falta de algum que você acha que deveria ser incluído? Nos informe!

Saber os gestos japoneses não é útil apenas para estudantes de japonês, mas te ajudará a entender melhor o contexto de filmes, séries e animes. Da próxima vez que assistir a um programa japonês, preste atenção no gestual!

Fonte: TokyoWeekender

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link