Músico japonês é agredido em Nova York por ser “chinês”

Tadataka Unno, um pianista de jazz japonês residente em Nova York, foi agredido por oito jovens em uma estação de metrô em 27 de setembro.

Ainda assim, não está claro se o pianista de 40 anos, que sofreu ferimentos graves, incluindo uma clavícula quebrada será capaz de voltar a se apresentar novamente.

O ataque

De acordo com o Departamento de Polícia de Nova York, o incidente ocorreu por volta das 19h30 em uma estação de metrô próximo a casa da vítima.

Assim que Tadataka Unno desembarcou na estação após um dia de trabalho, foi repentinamente atacado e atropelado na bilheteria por um menino que parecia ser um adolescente

Unno conseguiu escapar do lado de fora da estação, mas foi perseguido e espancado por um grupo de cerca de oito meninos e meninas. Durante o ataque, ele ouviu a palavra “chinês”. Contudo, os suspeitos não foram presos.

Após o ocorrido, Tadataka Unno foi levado a um hospital próximo de ambulância, que foi chamada ao local por uma testemunha ocular.

Ele foi encontrado com a clavícula direita quebrada e hematomas em todo corpo.

Embora seus ferimentos não sejam fatais, não se sabe se ele conseguirá se recuperar totalmente.

Por enquanto, ele permanece incapaz de realizar o trabalho e com dor por mais uma semana após o incidente.


Leia mais:

O sushi de só um grão de arroz, conheça o Sushiya no Nohachi

Os minúsculos apartamentos em Tóquio!

Saiba tudo sobre as origens da Nintendo em Kyoto


Paternidade e incertezas quanto ao futuro

Unno recentemente se tornou pai pela primeira vez, e ele não tem sido capaz de segurar seu filho desde o ataque devido as dores dos ferimentos.

Consequentemente, o estresse do ataque também coloca um ponto de interrogação sobre se ele será capaz de voltar a se apresentar, que é a maneira pela qual sustenta sua família.

Logo após o incidente, Jerome Jennings, amigo de Unno, criou uma página do GoFundMe para arrecadar fundos para a sua família.

“Tadataka Unno é um marido, bom amigo, pai e uma das estrelas mais brilhantes do piano jazz. Ele se apresentou nas bandas de trabalho de Jimmy Cobb, Roy Hargrove, Winard Harper, John Pizzarelli, Clift Anderson e muitos outros grandes. Devido a sua clavícula quebrada, ele não pode tocar e não sabe quando poderá.”

Fonte: soranews24.com

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link