Mulheres japonesas que não seguem os padrões tradicionais de beleza

Como qualquer pessoa com uma conexão à Internet provavelmente sabe, os fashionistas japoneses são notavelmente elegantes. Muitos residentes adotam opções elegantes com sensibilidades únicas que compreendem as tendências de pontas exclusivas da beleza da nação insular.

Considere, por exemplo, influenciadores sem gênero como Peco Ryuchell, que exibem roupas unissex no Instagram. Ou os numerosos youtubers que abraçam a moda de rua de vanguarda, como lolita ou chicana. Embora estourados, esses criadores de tendências elegantes geralmente exigem uma segunda olhada.

No entanto, há um lado negro neste país consciente da imagem. Muitos jovens relatam um baixo senso de autoestima e a imagem corporal deficiente é cada vez mais um problema, especialmente entre as jovens.

Essas atitudes negativas provavelmente estão levando muitos a considerar a cirurgia estética, uma vez que o bloqueio COVID-19 fornece um amplo tempo de inatividade.

Na verdade, muitos residentes sentem-se pressionados a ter uma boa aparência, mesmo que as medidas drásticas sejam necessárias.

Outra visão da beleza

Assim como qualquer cultura, a japonesa considera um punhado de características físicas bonitas. Os ocidentais que vivem no Japão provavelmente ficaram confusos com elogios dirigidos a seus “narizes”.

Embora possam parecer desajeitados, os residentes costumam admirar indivíduos com ponte nasal alta. A maioria dos nativos japoneses tem inveja dessa característica, que consideram bonita.

Claro, existem outras noções de beleza comum, várias das quais também podem ser difíceis de serem entendidas por quem está de fora.

Em seu canal no Youtube, Ryo:3 fala sobre as pressões que as mulheres japonesas enfrentam para defender esses ideais e o que acontece quando elas optam por não fazê-lo ou não podem.


Leia mais:

Veredicto sobre uma estudante que processou agressores por causar sua doença mental

O mistério dos Budas de pedra de Usuki

Avós constroem um lindo ponto de ônibus do Totoro


Bronzeado no Japão

Ryo salta direto para os padrões japoneses de beleza. A youtuber admite rapidamente que quebra as regras quando se trata do que é considerado atraente em seu país de origem. Mesmo assim, ela não liga e pensa que é importante que os outros sintam o mesmo.

Nas décadas de 1990 e 2000 surgiu no Japão uma contra-tendência a tez pálida que era unanimidade. Essas mulheres tinham a pele bronzeada e usavam maquiagem pesada. De acordo com Ryo, essa tendência pode ter sido parte de uma resistência maior às normas sociais rígidas.

No geral, Ryo acha que é uma forma saudável de se pensar. Para ela, a pela mais escura parece saudável e a exposição ao sol ajuda a controlar a acne. Só porque ela é uma mulher não significa que ela precise fazer o mesmo que as mulheres de antigamente.

Alta no Japão

Novamente, Ryo está reservando um tempo para falar sobre beleza no vídeo acima. Ela está acima da média em altura. Mais especificamente, ela tem 1,81cm. Infelizmente, ser alto no Japão não é particularmente confortável.

Naturalmente, em uma nação insular compacta, as amenidades e estruturas do Japão são tipicamente pequenas. Isso causa problemas para pessoas altas, que muitas vezes precisam se agachar e cuidar da cabeça durante o dia! Os residentes japoneses não são tipicamente altos.

Finalmente, Ryo observa que as mulheres altas não se enquadram nos padrões de beleza típicos do país. Ryo recebeu muita atenção negativa sobre sua altura quando crescia e tinha dificuldade em se adaptar e lidar com suas inseguranças, especialmente quando era adolescente.

No entanto, hoje é uma adulta que reconhece sua própria individualidade e beleza. Ela sabe que deve fazer escolhas por si e não pode viver para atender as expectativas de outras pessoas. Aprender inglês e aprender sobre outras culturas a ajudou a sentir-se mais confortável consigo mesma.

Fonte: grapee.jp

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link