Pesquisa japonesa revela o percentual de veículos que param nas faixas de pedestre sem semáforo

Olhe para a esquerda, para a direita e para a esquerda novamente – e espere os veículos passarem.

O povo japonês pode ser conhecido por suas maneiras impecáveis ​​em eventos esportivos, mas essa gentileza só chega até certo ponto em algumas outras áreas da cultura japonesa. Infelizmente, isso parece incluir seus próprios pedestres.

A Fundação Japonesa de Automóveis (JAF) conduziu uma pesquisa nacional para ver se os carros parariam ou não para os passageiros que desejam atravessar a rua em faixas de pedestres sem semáforos. A pesquisa observou os hábitos de pouco mais de 9.400 veículos em duas faixas de pedestres por província no Japão, em um total de 94 áreas.

Os resultados foram tristes: apenas 23 por cento dos veículos pararam para os pedestres.

Surpreendentemente, o número na verdade aumentou quatro pontos em relação ao ano passado, mas você ainda pode argumentar que é muito inseguro para os cidadãos.

A província de Nagano ficou com o ouro nesta pesquisa: impressionantes 72,4% dos veículos pararam para alguém que esperava para atravessar a rua.

 


Leia também


Mas e o que dizem os internautas japoneses?

Os internautas japoneses reagiram às notícias com uma mistura de aceitação sombria e paixão, com alguns até pedindo mudanças.

“Ninguém para se o carro na frente deles não parou. Eu entendo porque é apenas 20 por cento.”

“Eu costumava atravessar a rua em faixas de pedestres sem semáforos, e os veículos que paravam com mais frequência para mim eram carros de polícia e caminhões de bombeiros. Em seguida os grandes caminhões. São carros normais que não param, às vezes mesmo se você levantar a mão. Faz sentido que seja apenas 21 por cento.”

“Os motoristas dizem que não param porque é perigoso quando ninguém mais está parando, mas se você aplicar regras como essa com mais rigor por cerca de três anos, as pessoas aprenderão a parar. Afinal, todos passaram a obedecer às leis do cinto de segurança e de dirigir embriagado desde que foram reprimidos.”

“Eu realmente não me importo com a sua situação. Pare! É a regra! ”

Embora não esteja claro se leis de trânsito como essa serão aplicadas de forma mais rigorosa, o JAF está pedindo mais conscientização sobre a situação tanto por parte dos motoristas quanto dos pedestres. De qualquer forma, lembre-se de cuidar das suas maneiras, seja caminhando, dirigindo ou no transporte público.

Fonte: SoraNews24

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link