Polícia no Japão alerta para novo golpe relacionado a viajantes

Os jovens são especialmente propensos a serem alvos de golpes que visam senso de compaixão e desejo de ajudar.

O golpe

Na noite de 13 de setembro, uma mulher de 18 anos tinha acabado de terminar seu turno em seu emprego de meio período em Fukuoka, a maior cidade da ilha de Kyushu, no sudeste do Japão.

Enquanto ela caminhava para casa, foi abordada por um homem que disse que precisava de sua ajuda.

“Vim de Kamumoto no Shinkansen, mas esqueci-me de levar a mala e necessaire quando desci do comboio”, explicou. Ele também disse que alguém havia roubado o dinheiro de sua carteira e que ele queria pegar 51.000 ienes emprestados para conseguir algo para comer, um quarto de hotel para passar a noite e uma passagem para casa no próximo dia.

Com pena dele, a mulher foi a um caixa eletrônico, sacou o valor solicitado e entregou ao homem. Em troca, ele escreveu seu nome e número de telefone em um pedaço de papel para servir como um IOU.

Porém, poucos dias depois a mulher ligou para o número para acertar o pagamento, apenas para que o telefone  atendido por uma pessoa completamente diferente, que não tinha conhecimento do homem ou de sua dívida com a mulher.

Golpe sempre em Fukuoka

Percebendo que havia caído em um golpe, a mulher contatou a polícia, e ela está longe de ser a única vítima dessa manobra em Fukuoka recentemente.

As delegacias de Hakata e Chuo da Polícia da Prefeitura de Fukuoka, ambas servindo ao centro da cidade, afirmam que desde julho receberam dezenas de relatos de pessoas que tiveram encontros semelhantes, com estranhos se aproximando deles se passando por viajantes perdidos que precisam de dinheiro e que desaparecem depois de receberem.


Leia mais:


Abordagem constante

Em outro incidente, no final de junho, em estudante de 18 anos foi abordado por um homem no Terminal Rodoviário de Hakata, no centro, que alegou estar preso em Fukuoka sem dinheiro suficiente para comprar a passagem de volta para a província de Oita.

O aluno deu ao homem 5.000 ienes, e ficou surpreso quando o mesmo homem se aproximou dele com a mesma história no mesmo terminal de ônibus em setembro.

Felizmente, os dois golpistas dos incidentes acima foram identificados e presos e admitiram as acusações, com o golpista do terminal de ônibus dizendo “eu tinha me esquecido que (meu alvo) era alguém que eu já tinha enganado”.

 

 

 

Fonte: soranews24.com

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link