Comercial da Nike polemiza ao mostrar o racismo e bullying nas escolas japonesas

Um novo comercial da Nike levou a diferentes reações sobre o racismo e bullying nas escolas japonesas. Estes são problemas que muitas pessoas ainda se recusam a olhar para eles. Entretanto, a cada dia, aumenta-se mais o número de casos e que levam às vítimas a terem diferentes tipos de reações.

Entre essas reações, uma das que todos conhecem, é o suicídio. Em casos extremos, há casos em que a vítima de racismo e bullying no Japão acaba se matando.

Assim, conheça aqui esse comercial da Nike, os seus propósitos e como ele tem agitado os debates no Japão.

Um comercial que debate sobre racismo e bullying nas escolas japonesas

Como se sabe, a Nike no Japão já está criando uma tradição de tocar em temas delicados para essa sociedade. Entre suas últimas campanhas estava a de mostrar como a tenista profissional Naomi Osaka sofre por conta de ser mestiça. Mesmo sendo um astro dos esportes, ela ainda tem de enfrentas uma série de preconceitos.

Dessa vez, o tema é ainda mais delicado. Pois pode estar sendo feito ou tendo como vítima, qualquer criança ou jovem que esteja em idade escolar no Japão.

O comercial trata abertamente do problema pelo qual passam jovens estrangeiros no Japão. São apresentadas três histórias diferentes de atletas patrocinados pela marca.

As três são jogadores de futebol. Uma delas é japonesa, outra é coreana e a outra é mestiça (filha de mãe japonesa e pai negro). As três estudaram no Japão e tiveram de passar por diferentes situações, seja de bullying ou de racismo.

Veja o comercial a seguir. Caso queira, é possível ativar as legendas em inglês. Elas também podem ser postas em português, apesar da tradução não ser muito boa, é possível ter uma boa noção do que essas meninas sofreram.

Além disso, no comercial ainda podemos ver como o racismo não está restrito somente às escolas. Em muitos outros lugares da sociedade japonesa ainda há costumes racistas e que fazem inúmeras vítimas.


Leia também:


O comercial que impactou o país ao abordar o racismo e bullying nas escolas japonesas

Por mais que o debate sobre essas situações seja fundamental em qualquer lugar, parece que muitos japoneses detestaram a ação da Nike.

Uma prova disso é que o vídeo possui um grande índice de rejeição. Os comentários no vídeo são muito agressivos, entretanto, são uma representação da realidade. O comercial não foi construído a partir de uma fantasia, mas da realidade de uma série de jovens e crianças nas escolas japonesas.

Assim, o debate levantado pela Nike, mesmo que os japoneses não gostem, é mais que necessário. A recusa dos japoneses em aceitarem que existe racismo no país só prova isso.

Enquanto os próprio japoneses não conseguirem respeitar as diferenças de uma outra pessoas, não conseguirão acabar com a imagem que a Nike representou.

E, entre as curtidas, há muitos comentários de outras pessoas que passaram pelas mesmas situações que são ilustradas na propaganda.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link