Bōsōzoku: a temida gangue de motoqueiros no Japão e que inspirou o anime Akira

Bōsōzoku é um tipo de gangue de motoqueiros no Japão. Essa subcultura ficou muito famosa por aparecer no famoso anime Akira e por também aterrorizarem com sua velocidades os centros urbanos do país.

Esses jovens japoneses tinham pouco mais de 20 anos e marcaram uma geração e estão até hoje vivos na memória do país. Você pode não acreditar, mas jovens delinquentes já abalaram o organizado Japão.

Conheça um pouco mais sobre a história dessa violenta gangue de jovens que aterrorizou o Japão principalmente nas décadas de 1970 e 1980.

A história do Bōsōzoku

Os Bōsōzoku surgiram no Japão na década de 1970. Eles normalmente tinham 20 e poucos anos e formavam subgangues que brigavam entre si e com a polícia. Por conta disso, ficaram conhecidos pela sua violência e por pilotarem em alta velocidade pelas ruas das cidades.

Ainda possuíam uma série de armas para brigarem e também motos que eram personalizadas de acordo com o grupo ao qual pertenciam. Além disso, os macacões também eram uma marca naquele momento.

Para entrar em uma gangue, era preciso ser chamado por alguém que fosse respeitado e que fosse mais velho que já fosse integrante dela. E, quando entrava, era preciso fazer de tudo para manter a reputação do grupo. Outro lema fundamental é que nunca se poderia fugir de uma briga.

Em certa medida tinham suas similaridades com a famosa máfia japonesa Yakuza, como o respeito à autoridade e a defesa incondicional da gangue a qual pertenciam.

Algumas vezes esses grupos atacavam até mesmo pessoas que estavam passando pela rua. Ou também podiam sair simplesmente quebrando a janela de comércios e casas jogando pedras. De qualquer maneira, eles deixaram a marca seja nos arquivos da polícia como também na memória dos japoneses.

Atualmente é muito difícil encontrar com um grupo desse. Principalmente por conta da alta repressão da polícia eles se tornaram praticamente extintos.


Leia também


Bōsōzoku: uma inspiração para o anime Akira

O filme Akira é cheio de brigas entre jovens motoqueiros que quebram janelas e correm pelas ruas de Tóquio. Para alguns pode parecer fruto da imaginação do roteirista Izô Hashimoto e do diretor Katsuhiro Ôtomo, mas é uma referência ao Bōsōzoku.

Sim, eles eram muito semelhantes às cenas iniciais de Akira e a destruição que os motoqueiros provocam.

Assim como aparece no anime, as gangues que estavam nas ruas do Japão principalmente na década de 1970 eram desacreditadas e tentavam romper com um conformismo que é característico da sociedade japonesa.

Ao mesmo tempo, os motoqueiros tinham um forte sentimento nacionalista, resgatando também os sentimentos kamikazes. Por conta disso que nunca fugiam de uma briga e lutavam até fim, mesmo que a razão pudesse parecer boba.

Hoje em dia, parece ser inimaginável que já houve jovens no Japão que desafiaram a polícia e as autoridades simplesmente para se baterem. Mas, a existência deles demonstrava uma falta de crença no futuro mesmo em um país que tinha estava em crescimento.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link