O medo da quarta onda do coronavírus no Japão começa a se tornar uma realidade

Enquanto em muitos lugares do planeta ainda se fala em segunda e terceira onda, o Japão já está começando a viver a quarta onda do coronavírus. Esse é um alerta para o mundo sobre como deve ser o futuro do vírus.

Essa quarta onda tem como o principal destaque as novas variantes do vírus que chegam cada vez com mais força ao país e são vitimadas mais pessoas.

Assim, o governo já começa a discutir quais medidas devem ser tomadas caso os números continuem a crescer. Saiba mais quais são as expectativas para essa nova onda.

Quarta onda do coronavírus no Japão

virus gripe influenza

Os novos casos estão sendo registrados em Miyagi e na região de Kansai.

Dessa maneira, se novos casos continuarem a aparecer, o governo adotará as medidas pré-emergenciais nesses locais. Além disso, o governo irá pedir para que os governadores da prefeitura peçam às empresas locais para reduzir o horário de funcionamento.

Assim, o país inteiro já está em alerta novamente. Desde o dia 21 de março as atividades econômicas estão crescendo na área de Tóquio. Isso porque, foi nesse dia que as medidas emergenciais foram retiradas já que a incidência de casos começou a diminuir. Porém, o governo Metropolitano de Tóquio alertou que o coronavírus irá se espalhar mais do que no outono do ano passado se multidões se reunirem para festas das flores de cerejeira.

Essa preocupação também se justifica porque no primeiro estado de emergência que foi declarado em algumas prefeitura dos país foi revogado quando as infecções estavam muito mais baixas. Agora, mesmo sem Tóquio estar com uma baixa quantidade de infecções, o estado emergencial já não é mais válido. Ou seja, se as pessoas voltarem a se aglomerar, haverá mais contaminações.


Leia também:


Quais medidas devem ser tomadas caso a quarta onda do coronavírus cresça no Japão

Assim, caso o número de infecções continuem a crescer tanto nessas regiões e acabe se espalhando para o restante do Japão, não haverá outra saída para o país a não se tomar medidas para evitar a circulação de pessoas.

O pior dessa nova situação é que ela acontece quando o Japão está prestes a sediar os Jogos Olímpicos de 2020. Ou seja, o Japão está mantendo os jogos mesmo diante das pressões internacionais para que fossem cancelados e está vivendo uma quarta onda de contaminações.

Além disso, a Tocha Olímpica está circulando pelo país, o que pode fazer com que as pessoas acabem se aglomerando para acompanhar esse evento, aumentando ainda mais as contaminações.

Você pode estar se perguntando sobre as vacinas. Como se sabe, a vacinação no país segue com a maior força possível. Porém, no se saber ao certo qual a eficácia das vacinas adotadas pelo Japão contra as novas variantes do coronavírus. Ou seja, não há como relaxar com as contaminações.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link