Robôs pet no Japão são a única companhia de muitas pessoas

Os robôs pet no Japão já são uma realidade há anos. Entretanto, jamais se imaginou que ele faria tanto sucesso entre as pessoas que são solitárias.

Eles podem fazer companhia para qualquer pessoa. Se por algum motivo uma pessoa precisa fazer um auto-isolamento, esses robôs podem ser a ponte para que ela não caía em uma forte depressão.

Conheça aqui um pouco mais sobre essa realidade.

Os robôs pet no Japão substituem um de verdade?

Ter um pet no Japão pode ser muito difícil. Os apartamentos costumam ser muito pequenos. Normalmente, os solteiros que moram sozinhos vivem com pouquíssimo espaço. Além disso, muitas vezes não possuem nem mesmo uma varanda.

Assim, ter um cachorrinho poderia ser prejudicial para ele mesmo. Pois os animais precisam ter um certo espaço que nos apartamentos de solteiro nos grandes polos do Japão são praticamente impossíveis de se ter.

Assim, para muitas pessoas o que resta é abraçar um amigo robô.


Leia também:


Como são os robôs pet no Japão?

Obviamente que eles não são idênticos a um pet vivo. Mas, eles podem ser programados para que façam exatamente o que você quer.

Conheça alguns modelos.

Aibo

Um modelo famoso é o Aibo da Sony. Ele existe desde 1999 e passou por diversas atualizações. Hoje em dia ele reconhece objetos e realiza movimento.

Se o dono dele quiser uma experiência mais realista, pode até mesmo programar o robô para que ele vá fazer xixi.

Segundo os japoneses, uma das maiores vantagens é que ele não incomoda os vizinhos. Dessa maneira, é possível brincar com ele o tempo que quiser.

Qoobo

Este é um robô pet voltado para a terapia. Assim, ele responde ao toque das pessoas. Se alguém se sente solitário, ter um desses é uma ótima opção.

Além disso, a pessoa pode ficar fazendo carinho nele enquanto faz outras coisas, como ler um livro ou enquanto fica olhando no celular as últimas atualizações das redes sociais.

Em breve, será lançado um modelo deve robô que responde tanto ao toque como ao som.

Ele não se parece exatamente nem com um cachorro, nem com um gato. Mas, mesmo assim, tem sido de grande companhia para muitos japoneses solitários.

Lovot

O robô Lovot tem seu nome derivado da junção das palavras love (amor em inglês) e robot (robô em  inglês).

A companhia que esse pequeno robô faz está em seguir alguém. Assim, ele pode ficar seguindo a pessoa enquanto ela está em casa para demonstrar o seu afeto.

Dessa maneira, é um robô ótimo para quem passa muito tempo sozinho. Ele irá demonstra o afeto que a pessoa precisa dizendo que se importa com ela quando ela está em casa. E ele também muda de humor, se você o maltrata, ele passa a te ignorar. E também demonstra o afeto murmurando quando é abraçado.

O mais interessante é que esse robô possui até mesmo roupas para você personaliza-lo do jeito que achar melhor.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link