Você sabe a diferença entre os tipos de saquê: nihonshu e shochu

Antes de mais nada, para entender os diferentes tipos de saquê, é preciso saber que esse é termo geral para designar bebidas alcoólicas no Japão. No entanto, é frequentemente mal entendido que saquê se refere apenas a nihonshu em muitos casos.

Normalmente, quando você chega em um restaurante japonês e fala: “Vou uma dose de saquê”. Em seguida, será perguntado: “Qual saquê você quer, Shochu ou Nihonshu?”

Os tipos de saquê

Antes de mais nada, os métodos de produção são diferentes para ambos os saquês. Em outras palavras, eles são diferentes tipos de bebidas alcoólicas.

Nihonshu é um licor japonês único feito de arroz fermentado e água. Ele é o álcool fermentado, portanto está na mesma categoria alcoólica da cerveja ou do vinho.

O shochu, por outro lado, é uma bebida destilada que segue o mesmo método de produção do uísque, vodka ou gim. Assim, talvez, você deve ter ouvido em algum lugar que Nihoshu também é chamado de “vinho de arroz japonês”.


Leia também:


Os ingredientes para fazer os diferentes tipos de saquê

Como mencionado anteriormente, o arroz é o ingrediente principal do nihonshu. Mas, o shochu, entretanto, é feito de três materiais principais: batata doce (Imo), arroz (Kome) ou trigo (Mugi). Junto com outros submateriais, o número total de ingredientes do shochu é superior a 50.

Embora o arroz seja usado para ambas as bebidas, o tipo de arroz usado para o nihonshu é exclusivo, enquanto o arroz de mesa é usado para fazer shochu.

Se você sabe a diferença entre como produzir e a diferença de ingredientes, já pode imaginar a diferença de sabor.

Nihonshu tem doçura e suavidade à base de arroz, enquanto shochu tem um final mais limpo e uma qualidade alcoólica diferente.

O teor de álcool de Nihonshu é de cerca de 15%.

O teor de álcool de Shochu varia de cerca de 25 a 35%.

Assim, se prepare quando for escolher qual for beber e saiba dosar a quantia para não ter problemas depois.

Como beber os diferentes tipos de saquê?

Por causa do teor de álcool, a forma de beber recomendada é diferente.

Normalmente, nihonshu é adequado para desfrutar diretamente. Você também pode escolher entre frio, temperatura ambiente ou aquecido (Atsukan), para ver como a temperatura pode fazer a diferença. Além disso, você pode pedir o quão quente pode ser demais: quente, um pouco quente ou muito quente.

O shochu tem um teor alcoólico superior, por isso deve ser apreciado com outros materiais e ingredientes.

Com gelo (com gelo), com água, ou como coquetel de frutas. Para adaptar ao paladar do brasileiro, pode até mesmo ser feito como uma caipirinha.

Assim, para essa bebida, existem diversas formas de degustar, tudo irá depende de qual é a sua preferência.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link