Baixe 10 mil filmes em HD por segundo! Japão bate recorde de velocidade de internet.

A internet do Japão conseguiu bater o recorde de velocidade. Entretanto, isso não significa que a internet no país é a melhor do mundo. Porém, esse é um passo importante para que em breve esse tipo de serviço e com essa velocidade chegue a todos que estiverem por lá.

Além disso, os japoneses possuem um fácil acesso à internet onde quer que estejam. Em muitos locais públicos você pode acessar a internet fazendo apenas um cadastro e por um determinado período. Depois, é preciso somente fazer o cadastro novamente que você pode ganhar mais um tempo de acesso.

O recorde de velocidade de internet do Japão

Normalmente, podemos conseguir uma velocidade de conexão nos grandes centros urbanos de 300 Mbps em média. Isso pode dar conta de, literalmente, todas as suas necessidades de streaming, incluindo streaming de conteúdo 4K em vários dispositivos.

Os pesquisadores, no entanto, nunca ficam satisfeitos com o fato de as coisas serem boas o suficiente, e é por isso que temos laboratórios em universidades ao redor do mundo que procuram alcançar velocidades de internet mais rápidas do que nunca.

Isso é exatamente o que o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação (NICT) do Japão estabeleceu, ampliando o recorde de velocidade de internet mais rápida do mundo para surpreendentes 319 TERAbits por segundo.

Primeiro, a tecnologia – para atingir esse recorde, os pesquisadores da NICT optaram por inovar com o cabo de fibra óptica logo no início. Os cabos de fibra de banda larga típicos têm um núcleo (que carrega os dados em velocidades vertiginosas para você), cercado por muito isolamento para proteger esse núcleo e garantir que a transmissão de dados não seja interrompida.

Nessa transmissão, os pesquisadores japoneses usaram um cabo experimental que usava quatro núcleos em vez do usual, junto com uma quantidade semelhante de isolamento ao redor. É isso que os pesquisadores acreditam ser a parte mais importante da inovação e pode ajudar a aumentar a taxa de transferência de dados, levando a velocidades de internet mais rápidas no futuro.

 


Leia também:


Para ser franco, porém, não saia por aí esperando uma rede de 319 Tbps em sua casa tão cedo. Como a pesquisa publicada revela, para atingir essa velocidade, a equipe usou um laser pente de 552 canais e o irradiou em vários comprimentos de onda para iniciar a troca de dados.

Além disso, usou amplificadores de minerais de terras raras para manter os dados nesta velocidade por uma distância simulada prolongada – um trecho de 3.001 km, aparentemente.

Embora isso também permaneça muito caro e um processo elaborado em comparação com a tecnologia comercial viável, o que é encorajador notar é que a transmissão de dados de 319 Tbps era claramente factível e durável também.

Os pesquisadores afirmam que esperam que esse tipo de tecnologia seja usado em áreas como a transmissão de dados industriais de longo alcance, como a troca de dados de exploração do espaço terrestre, que pode exigir trocas de dados super instantâneas de grandes quantidades de dados para aumentar a eficiência das missões.

Não é exatamente o tipo de tecnologia que nos ajudaria a transmitir melhor vídeos de gatos no YouTube, pois os atuais serviços de banda larga de fibra já oferecem velocidade suficiente para permitir que você assista ao conteúdo em altas taxas de quadros e resoluções de pico, sem nenhum buffer.

Fonte: News 18.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link