Refugiado russo chega ao Japão nadando em água congelante e pede asilo

Os refugiados no Japão nem sempre conseguem ter sucesso. Normalmente, o país tende a extraditar as pessoas que chegam ali ou até mesmo enviá-las para outros países. Entretanto, o que levaria alguém a nada da Rússia até o Japão?

Refugiado no Japão chegando a nado

Shibetsu é uma pequena vila de pescadores na costa leste de Hokkaido com uma população de apenas alguns milhares de pessoas. Além disso, é também um dos poucos cantos do Japão não acessíveis por trem e a cerca de uma hora de carro de Sapporo, o que o torna uma comunidade bastante tranquila e pacífica.

Portanto, foi um choque quando um homem não identificado apareceu na delegacia de polícia de Nakashibetsu em 19 de agosto e disse que acabara de chegar da Rússia e pedia asilo. O homem – descrito como vestido com roupas esportivas, tênis, chapéu de aba e máscara – foi encontrado por um pedestre e levado a uma guarita para obter ajuda.


Leia também:


Refugiado no Japão nadando em águas congelantes

Para aqueles que sabem que a ilha de Kunashir, controlada pela Rússia, fica próxima à costa de Shibetsu, pode não parecer uma jornada tão impossível. Mas ainda é uma boa natação de 20 quilômetros em água de 15 ℃, que supostamente faz com que as pessoas desmaiem em questão de horas.

Kunashir é a mais próxima do Japão no arquipélago das Ilhas Curilas, uma cadeia de ilhas administrada pela Rússia, mas sob disputa pelo Japão. A Rússia assumiu o controle das ilhas no final da Segunda Guerra Mundial, mas o Japão sente que os tratados resultantes não lhes dão o controle completo que exercem atualmente. O assunto ainda está em negociação entre os dois países.

Quanto ao misterioso visitante de Shibetsu, pouco se sabe sobre por que ele decidiu fugir da ilha um tanto remota com uma população ligeiramente maior do que a cidade em que chegou. O homem também disse à polícia que deseja asilo em um “terceiro país” isso não é o Japão ou a Rússia. A Polícia da Prefeitura de Hokkaido e o Escritório Regional de Imigração de Sapporo estão investigando sua reclamação e tentando confirmar sua identidade.

Os internautas japoneses ficaram abismados com a distância nadada pelo russo. Muitos perguntaram se a distância era possível. Outros se questionaram o motivo de ele não ter escolhido chegar de barco no país e assim começaram a levantar hipóteses de que ele não teria chegado a nado no país.

E tantos outros ficaram a se questionar quais seriam os motivos para alguém querer fugir da Rússia e tentar asilo no Japão.

Os detalhes ainda são muito escassos nos relatórios, então é possível que ele não tenha nadado exatamente todo o caminho, assim como também é possível que ele nem mesmo tenha vindo da Rússia em primeiro lugar. Certamente estaremos de olho nesta história peculiar à medida que ela se desenvolve, porque histórias peculiares são o que fazemos de melhor!

Fonte: Japan Today e Sora News.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link