Japonesa sonha com avô e descobre surpresa no butsudan (oratório) da família

Outra noite, a usuária japonesa do Twitter Hamigaki (@___ 1_9_9_) teve um sonho com seu avô e uma surpresa no butsudan da família. No sonho, seu avô não estava fazendo nada fantástico, como voar pelo céu ou disparar lasers. Ele estava apenas comendo uma deliciosa tigela de macarrão udon.

Foi um sonho bastante mundano, exceto que o avô de Hamigaki faleceu há algum tempo. Além disso, ele também não aparece em seus sonhos com tanta frequência, então essa era uma ocasião especial, embora ele não tivesse feito nada de especial. Assim, depois que Hamigaki acordou, ela queria contar a sua mãe sobre isso.

Então a filha adulta pegou o telefone, ligou para a mãe dela e contou sobre o sonho dela na noite anterior, em que o vovô estava comendo udon, ao que a mãe respondeu:

“Ontem coloquei uma tigela de udon no butsudan.”

Você pode estar achando que foi apenas o gesto de colocar um macarrão dentro de uma caixa de madeira com fotos de pessoas que já se foram. Entretanto, o significado é muito maior para a cultura japonesa do que você pode imaginar.

Um butsudan e as comidas para os ancestrais

Um butsudan é um altar em formato de gabinete encontrado nas casas japonesas. Embora tenham uma estátua ou imagem de Buda dentro, eles são considerados principalmente um santuário para o espírito dos ancestrais da família, às vezes com fotos deles dentro também. A família não só oferece orações e incenso no butsudan, mas, de acordo com as tradições de fé japonesas, também costuma oferecer ofertas de comida.

O que torna a história de Hamigaki especialmente surpreendente, no entanto, é que os alimentos que as famílias oferecem a seus ancestrais no butsudan são mais tipicamente coisas como arroz branco, frutas ou pequenos bolos ou doces.

O macarrão Udon é uma oferta bastante única. E o avô de Hamigaki aparecendo em seu sonho no dia exato em que sua mãe (sua filha) fez udon para ele começa a parecer um momento profundamente significativo.


Leia também


“Hahaha, ele realmente comeu”, tuitou Hamigaki, e outros usuários do Twitter também ficaram impressionados com o avô passando inesperadamente para jantar em seus sonhos:

“Esse é um butsudan seriamente eficaz que sua mãe tem.”

“Bem-vindo de volta, vovô!”

“Deve ter um gosto muito bom!”

“Aposto que ele estava muito feliz e queria que você falasse para sua mãe por ele.”

Alguns podem argumentar que tudo foi apenas uma coincidência, mas mostra que as pessoas que amamos nunca morreram realmente, nem seu amor por nós, e talvez seu amor por macarrão caseiro seja eterno também. Enquanto as pessoas que já se foram estiverem em nossas memórias, elas ainda permanecem vivas de alguma maneira.

E, para além das questões religiosas, esse é um dos objetivos do butsudan, fazer com que os antepassados nunca sejam esquecidos e que continuem presentes na vida de suas famílias de alguma maneira.

Fonte: Sora News.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link