Japão dá exemplo ao mundo ao instruir idosos a como usar smartphones para terem autonomia

Os smartphones se tornaram uma peça essencial de nossas vidas e estão presentes em todos os lugares. Mas, já pensou como um idoso que não está inserido nesse univrso pode acabar sendo excluído de várias atividades?

Por exemplo, se um idoso não sabe usar os aplicativos de mensagens instantâneas, ele pode acabar tendo sua sociabilidade comprometida.

Pensando nisso, o Japão passou a incentivar os idosos a usarem smartphones. Conheça aqui um pouco mais sobre essa medida e como ela tem sido essencial para que os mais velhos não se sintam excluídos da sociedade.

Idosos no Japão e os smartphones

 

Os governos locais do Japão estão intensificando os esforços para ajudar os idosos a usar smartphones para que possam acompanhar o avanço da digitalização dos serviços administrativos.

O governo metropolitano de Tóquio realizou um evento em um distrito comercial no bairro de Nakano em 10 de outubro de 2021 para responder a perguntas de idosos sobre como usar smartphones.

“Foi muito útil. Foi fácil fazer perguntas”, disse Michiyo Kono, morador local de 69 anos, após passar pelo local. “Espero que o evento seja realizado em outros lugares como supermercados, pois sei que tem gente por aqui que enfrenta problemas por não poder usar a internet”, disse ela.

A “exclusão digital” geracional tornou-se mais evidente pela dificuldade que os idosos sem acesso à Internet enfrentavam para fazer reservas para as vacinas contra o coronavírus.

Nos dias 10 e 11 de outubro, o governo de Tóquio, em cooperação com empresas de telecomunicações e outras empresas, realizou sessões para ajudar os idosos a usar smartphones em um total de cerca de 30 locais, incluindo centros culturais, shoppings e complexos residenciais.


Leia também


 

Idosos no Japão e as medidas para acabar com a  exclusão digital

Cerca de 540 pessoas visitaram os sites, metade das quais disse em uma pesquisa por questionário que não havia ninguém por perto a quem pudesse recorrer para fazer perguntas sobre o uso de smartphones.

Com os serviços online se expandindo rapidamente em meio à pandemia de COVID-19, o governo de Tóquio planeja realizar 200 sessões para responder a perguntas sobre o uso de smartphones por idosos e 750 aulas nas quais eles podem experimentar os dispositivos por si próprios até março de 2022.

As sessões serão realizadas em locais de fácil acesso aos idosos e oferecem aulas mais básicas do que as ministradas pela Corregedoria e Ministério das Comunicações em lojas de telefones celulares, segundo o governo metropolitano. “A primeira coisa é acostumar as pessoas a usar smartphones regularmente”, disse um funcionário.

A prefeitura de Hamamatsu, em Tóquio, iniciou aulas em centros comunitários em maio para ensinar pessoas idosas a usar smartphones e organizar videoconferências. A última teve um aumento repentino devido ao número crescente de pessoas que se abstiveram voluntariamente de sair de casa.

As aulas são tão populares que os participantes são ocasionalmente escolhidos por sorteio, disse um funcionário da cidade. O uso de smartphones também é tema de um programa de educação permanente oferecido pela prefeitura municipal.

O escritório do distrito de Shibuya em Tóquio começou a emprestar smartphones gratuitamente para oferecer uma oportunidade para residentes idosos começarem a usá-los. A partir de setembro, os dispositivos foram emprestados para cerca de 1.700 candidatos com 65 anos ou mais por dois anos, com a ala pagando todas as taxas de comunicação e ligações.

Fonte: Mainichi.JP.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link