Seu smartphone pode matar você! Aumentam mortes e acidentes no Japão com telefone

Os celulares não são tão inocentes quanto todo mundo pensa, os smartphones no Japão são uma das causas de morte que vêm crescendo constantemente.

Olhe para qualquer vagão de trem lotado ou rua movimentada no Japão e você certamente encontrará a maioria das pessoas com a cabeça inclinada sobre seus telefones celulares ou outros dispositivos eletrônicos.

E embora isso possa não ser muito dito por muitas pessoas, há danos que todo esse estímulo constante está fazendo aos jovens de hoje, também há um risco físico que pode vir com o vício do telefone celular.

O número de chamadas de ambulâncias para pessoas feridas devido ao uso de smartphones enquanto caminham ou dirigem está aumentando.

Smartphones no Japão e o aumento dos acidentes

De acordo com estatísticas do Corpo de Bombeiros de Tóquio, 36 pessoas ficaram feridas em 2013, em comparação com 23 em 2010. Embora os números ainda estejam na casa dos dois dígitos, isso representa um aumento de 50 por cento em comparação com quatro anos atrás.

No ano passado, a maior causa de acidentes relacionados a smartphones (26 pessoas) foram pessoas usando seus telefones ou olhando para as telas, e os próximos (5 pessoas) ficaram feridos enquanto falavam ao telefone. Isso indica que são os smartphones com suas telas habilitadas para toque e uma miríade de funções que são os principais culpados.

E os números estão aumentando ano a ano, à medida que o uso de smartphones continua a proliferar, a tal ponto que o corpo de bombeiros considerou isso sério o suficiente para emitir um alerta, dizendo que ‘É muito perigoso, pois não só existe o perigo de se machucar, mas também de envolver as pessoas ao redor em um acidente.

Nos quatro anos, de 2010 ao final de 2013, um total de 122 pessoas se envolveram em acidentes relacionados ao uso do telefone. A faixa etária mais comum envolvida nesse tipo de acidente era de pessoas na faixa dos 40 anos, seguida por aqueles na faixa dos 20 anos. Quanto aos tipos de acidentes, cerca de 40 por cento foram classificados como ‘colisões’, seguidos de ‘quedas’ como os próximos mais frequentes. Cerca de 80 por cento das pessoas sofreram apenas ferimentos leves, mas houve casos que envolveram hospitalização e até mesmo morte.


Leia também


As mortes com smartphone no Japão

Um desses casos ocorreu em outubro de 2013 no bairro de Itabashi, quando um homem de 47 anos vagou por um cruzamento de ferrovia enquanto estava concentrado em usar seu telefone. Tragicamente, o homem foi atropelado por um trem e morreu. Em maio do mesmo ano, na estação JR Yotsuya no bairro de Shinjuku, um menino de 10 anos estava andando na plataforma enquanto brincava em seu telefone. Ele acabou caindo na linha e sofreu ferimentos graves.

Devido a incidentes como esses, agora é comum ver cartazes de segurança nas estações de trem lembrando os passageiros de prestar atenção para onde estão indo.

Grandes empresas também estão lançando campanhas internas para aumentar a conscientização entre seus funcionários e evitar que as pessoas se esbarrem enquanto correm pelos corredores para as reuniões enquanto tentam responder a um zilhão de e-mails, tweetar o que comeram no café da manhã e enviar mensagens de texto à geladeira para ver se eles estão sem leite.

Fonte: Sora News.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link