A pessoa mais velha do mundo no Japão comemora 119 anos

A pessoa mais velha do mundo, Kane Tanaka, que nasceu um ano antes do início da Guerra Russo-Japonesa, celebrou seu 119º aniversário no sudoeste do Japão no começo do ano de 2022.

Tanaka, nascido em 2 de janeiro de 1903, na província de Fukuoka, viveu as eras Meiji, Taisho, Showa, Heisei do Japão e a atual Reiwa, e espera viver até os 120 anos como uma meta imediata, de acordo com membros da família.

Pessoas notáveis ​​nascidas em 1903 incluem o romancista britânico George Orwell, o diretor de cinema Yasujiro Ozu e o poeta japonês Misuzu Kaneko.

Conheça mais aqui sobre ela e sua trajetória.

A pessoa mais velha do mundo é japonesa

Tanaka foi reconhecida pelo Guinness World Records em março de 2019 como a pessoa viva mais velha do mundo aos 116 anos de idade e também alcançou um recorde de idade japonesa de todos os tempos quando fez 117 anos e 261 dias de idade.

Era para Tanaka ter sido uma das pessoas que carregou a tocha olímpica das Olimpíadas de 2020 – realizada no ano de 2021. Porém, devido à pandemia do novo coronavírus, ela não pode participar. Se tivesse conseguir carregar a tocha, seria a pessoa mais velha a já ter feito isso.

As mulheres constituem a grande maioria dos centenários, com os homens representando pouco mais de 10.000, disse o ministério.

Quando a pesquisa anual foi realizada pela primeira vez em 1963, o Japão tinha apenas 153 centenários, mas o número subiu para mais de 10.000 em 1998.

A expectativa de vida no Japão, uma das sociedades que envelhece mais rapidamente na Terra, também atingiu um recorde: 87,74 para as mulheres e 81,64 para os homens.

O número de jovens está diminuindo, no entanto, em meio às tentativas fracassadas de aumentar a baixa taxa de natalidade do país .

Números do governo mostraram que 1,2 milhão de pessoas viram no Ano Novo como novos adultos – aqueles que haviam completado 20 anos – uma queda de 40.000 em relação ao ano anterior e o menor número desde que os registros foram feitos pela primeira vez em 1968.

Os jovens de 20 anos representaram menos de 1% da população do país nos últimos 12 anos, disse a emissora pública NHK.


Leia também:


Residindo em uma casa de repouso em Fukuoka, Tanaka interage com a equipe por meio de gestos e muitas vezes se desafia resolvendo quebra-cabeças numéricos. Ela gosta de chocolate e refrigerantes.

Quando a centenária recebeu flores no Dia do Respeito pelos Idosos em setembro passado pelo governador de Fukuoka Seitaro Hattori, ela expressou sua felicidade fazendo um sinal de paz.

Tanaka, a sétima de nove irmãos, se casou quando tinha 19 anos. Ela sustentou sua família com uma loja de macarrão quando seu marido e filho mais velho foram lutar na Segunda Guerra Sino-Japonesa, que começou em 1937.

“Eu gostaria de parabenizá-la pessoalmente em breve”, disse o neto de 62 anos de Tanaka, Eiji. “Espero que ela permaneça saudável e se divirta todos os dias à medida que envelhece.”

Fonte: Mainichi.JP e The Guardian.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link