Celulares 3G no Japão deixarão de funcionar em breve

Alguns telefones celulares 3G no Japão logo se tornarão inutilizáveis. Isso acontecerá em breve devido ao encerramento dos serviços de telecomunicações 3G no país.

O principal alvo serão os telefones flip, que só possuem tecnologia 3G. Veja aqui como será esse encerramento do serviço no país.

Celulares 3G no Japão não funcionarão mais

Os telefones celulares flip tradicionais, conhecidos como garakei, são praticamente um dinossauro desdea época antes da chegada do iPhone ao Japão. E são esses que passarão a se tornar inutilizáveis ​​dentro de alguns anos devido ao encerramento dos serviços de telecomunicações 3G.

A KDDI Corp. interromperá a transmissão de ondas de rádio 3G para telefones flip no final de março de 2022, seguida pela SoftBank Corp. no final de janeiro de 2024 e pela NTT Docomo Inc. no final de março de 2026. Essas são as principais empresas de telefonia do país.

A partir de 1º de abril, indicações de “fora de serviço” aparecerão nas telas dos telefones garakei da KDDI.

A empresa tinha vários milhões de contratos 3G no final de março do ano passado. Com seus contratos cancelados automaticamente em 1º de abril, os assinantes não terão mais cobrança de taxas de serviços, mas não poderão fazer chamadas ou usar e-mails.

Fotos e outros dados armazenados em seus aparelhos serão preservados. Como as informações do contrato serão mantidas até o final de junho, os assinantes podem celebrar novos contratos mantendo seus números de telefone durante o período.

A KDDI está convocando os assinantes para atualizar para novos modelos, dizendo que a mudança está disponível gratuitamente antes do cancelamento automático do contrato.


Leia também:


Garakei e o 3G no Japão

Levando em consideração os usuários que estão acostumados com os telefones garakei, a empresa oferece aparelhos no estilo garakei que são compatíveis com redes sem fio 4G, o principal serviço atual.

Mas enfrenta dificuldade em persuadir todos os assinantes 3G a fazer a troca. Isso porque alguns querem usar seus aparelhos atuais pelo tempo que puderem.

No Japão, o serviço 3G começou em 2001, liderado pela NTT Docomo. Com o número total de contratos acima de 120 milhões no final de março de 2012, os telefones garakei tornaram-se os aparelhos predominantes no país.

Garakei deve o seu nome às Ilhas Galápagos, conhecidas por espécies endêmicas, já que os telefones vinham com uma gama de recursos exclusivos do Japão.

Atualmente, o serviço 4G, bem como o serviço 5G de ultra alta velocidade e grande capacidade, lançado em 2020, são as principais redes de comunicações sem fio no Japão. Ainda assim, havia um total de cerca de 26 milhões de contratos de telefonia 3G no final de março de 2021.

A NTT Docomo está incentivando os usuários de telefones 3G garakei por mala direta a fazer uma atualização. A SoftBank oferece um desconto especial para assinantes de telefones 3G que mudarem para modelos mais novos.

Fonte: Japan Times.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link