Qual o significado de abraçar no Japão? É proibido?

Abraçar no Japão com certeza tem um significado muito diferente em relação às nações ocidentais. Apesar do país estar passando por uma ocidentalização fortíssima, para muitas pessoas o ato de abraçar pode ser um tanto quanto estranho e confuso.

Afinal de contas, estamos falando de um país em que qualquer tipo de contato físico, como abraçar, beijar, dar como mãos ou até mesmo dar um tapinha nas costas de alguém possui uma denominação exclusiva. Esses atos são conhecidos como Skinshippu.

A origem da palavra é da palavra japonesa composta pseudo-inglês de “Skinship”, que é uma mistura das palavras pele, amizade e parentesco. 

Entretanto, o termo era usado para descrver a proximidade entre mãe e filhos. Mas, atualmente, o termo é usado para a intimidade de maneira em geral. Mas, como será que é essa intimidade? E os abraços? Confira maiores informações aqui.

Abraçar no Japão e as relações com a mãe e com outras pessoas

Normalmente, no ocidente é comum ver as pessoas se abraçando e se beijando até mesmo como uma maneira de se comprimentarem. Algumas pessoas podem até mesmo optar por dar um tapinha nas costas de outras para indicar que estão ali.

Entretanto, até mesmo esse gesto de tocar nas costas de alguém não é muito comum no Japão. Os japoneses tendem a manter uma distância muito maior de seus opositores do que no Ocidente ao socializar ou ter uma discussão.

Porém, o mesmo não podemos dizer da relação entre mãe e filho. Na verdade,  o contato físico entre mãe e bebê pode ser maior no Japão do que na maioria dos países ocidentais. As famílias japonesas geralmente não contratam babás, porque as mães levam seus filhos para onde quer que vão. 

Além disso, as mães japonesas, culturamente, costumam a carregar o filho nas costas, e isso as aproxima de outra maneira das crianaças. Esse método é tão interessante que cada vez mais e mais mulheres no ocidente descobrem esse método de cuidado e estão convencidas dos efeitos positivos resultantes dessa relação próxima entre mãe e bebê.

Entretanto, com o passar dos anos os filhos tendem a abraçar e a ter o contato físico cada vez menor com suas mães.


Leia também


Dicas para saber quando abraçar no Japão

Uma coisa é fato, você pode estar no Japão e ter uma relação de proximidade com alguém que permite que você a abrace.

Mas, obviamente, iesse não é o padrão das relações no país.

  • Assim, para eivtar qualquer constrangimento, seguem algumas dicas para criar relações sem ser invasivo com alguém e quem sabe até um dia chegar a abraçar essa pessoa:
  • mantenha uma certa distância quando falar com alguém, não fique muito próximo ou colado na pessoa;
  • não saia correndo e abrace alguém, além do constrangimento de quem foi abraçado, haverá o contragimento das pessoas que estão ao redor;
  • comece apertando as mãos, esse gesto tem se tornado mais comum entre os japoneses;
  • não fique olhando constantemente nos olhos de alguém com quem se conversa, isso é rude para a cultura japonesa.
Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link