Amor no Japão: mais complicado e diferente do que você imagina

O amor no Japão é muito diferente do que os ocidentais entendem por amor.

Normalmente, se espera que o amor seja algo que desencadeie em uma louca paixão e depois em um casamento que irá durar pela vida toda.

Entretanto, para os japoneses, ele possui outro significado e isso diz muito sobre a cultura do país e também como eles se comportam em relação ao outro.

Veja aqui algumas características de como é amor no Japão.

O amor no Japão durante a escola

Uma das principais esperanças de uma menina durante a escola é receber uma carta de  amor de algum pretendente.

Muitas vezes, a carta é deixada na caixa de sapatos da menina. Pois, como se sabe, no Japão os estudantes retiram os sapatos que usaram para ir até o colégio.

Assim, quando estão saindo, se as meninas recebem essa carta, muita coisa pode mudar na vida dela. E pode-se abrir para a possibilidade de um amor pela primeira vez, mesmo que seja platônico.

Entretanto, mesmo que não seja nesse momento, muitas mulheres japonesas sabem que esse é apenas um momento de paixão. Pois, como o Japão é uma sociedade com costumes patriarcais muito forte, acreditam que o amor como visto nos doramas é algo muito raro.

Assim, muitas meninas se apaixonam platonicamente durante a escola e vivem os seus momentos de maiores sonhos e fazem projeções de encontrar um príncipe, porém, o mesmo não acontece durante a vida adulta.

No caso de ir a uma agência de encontros, um dos critérios para conseguir marcar de sair com alguém, é que se tenha um bom emprego. E, no caso de não ter, é necessário declarar a situação financeira dos pais.

Dessa maneira, na vida adulta, as relações amorosas no Japão são muito atravessadas pelo quesito financeiro.


Leia também;


O amor no Japão na vida adulta

Durante a vida adulta, acredita-se que uma das maneiras de encontrar um parceiro ou uma parceira é ir a um bar, ou qualquer outro evento.

Entretanto, mesmo nesses espaços homens e mulheres não costumam a se entender muito bem no Japão. Normalmente ficam restritos em seus grupos e dificilmente irão conseguir se misturar.

Em locais que são exclusivos para conseguir um encontro, em muitas vezes, as mulheres precisam entrar e dizer quantos anos tem, para que assim tenham maior possibilidade em arranjar um parceiro.

E o casamento?

Muita vezes o casamento japonês é realizado mais por conveniência e necessidade do que por uma paixão propriamente dita.

Dessa maneira, um homem se casará com uma mulher, por exemplo, para ter filhos que depois cuidarão dele, ou porque precisa de uma mulher para ajudar a administrar a casa.

Ele também pode escolher se casar para o caso de ter de cuidar de seus pais, como é o que acontece normalmente com o filho mais velho de uma família. Ao mesmo tempo, a mulher também tentará escolher o esposo que possa lhe convir mais de acordo com suas necessidades.

Mas, dificilmente eles se casarão por conta de uma louca paixão.

Comentários

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link