Já viu a pedra japonesa de peixe fermentado? É o saboroso katsuobushi

Katsuobushi pode te causar um certo estranhamento por conta de sua aparência. Entretanto, seu sabor é incrível e também dá um aspecto completamente diferente para a comida.

Conheça um pouco mais sobre esse alimento aqui e veja como ele é feito.

Uma comida viva?

Antes de mais nada, o katusuobushi tende a impressionar muito os turistas.

Mas, não se assuste, isso não acontece porque os japoneses comeriam uma pedra. Também não é um pedaço de madeira que os japoneses ralam para por na comida. Ao contrário, é um peixe muito seco que pode até mesmo ser ralado. Assim quando ele entra em contato com um vapor de outro alimento, ele se contorce por estar sendo hidratado. Veja no vídeo a seguir ele se mexendo!

Assim, é ele quem dá um efeito completamente diferente às comidas japonesas, parecendo até mesmo estar vivo.

Como é feito o katsuobushi?

O katsuobushi é feito a partir do peixe bonito. Ele possui várias formas de ser preparado. Ao longo da histórias, cada região também o preparou de uma maneira.

Mas, um de seus métodos mais tradicionais começa com o corte do peixe em 4  filetes. Depois ele é cozido por algumas horas e desossado. Assim, cada filé é untado com uma pasta para deixar ele alinhado, ficando assim, liso. Depois ele passa por um processo que dura um mês, quando é defumado.

Depois, esses filés ficam mofados. E passam mais seis meses em um ciclo de repouso e secagem no sol. Mas, o processo mais rápido é somente defumá-lo por 30 dias.

Em seguida, ele fica com a aparência como a das fotos e pode ser comercializado.

Em seguida, ele deve ser raspado em uma lâmina especial para fazer as raspas que são consumidas em vários pratos japoneses. Afinal de contas, você não pode simplesmente comer um pedaço do katsuobushi. Apenas que queira quebrar os dentes.


Leia também:


Em quais pratos e como se come katsuobushi?

Mas, não pense que para comer essa iguaria você irá precisar ficar ralando o katsuobushi. É possível encontra-lo em saquinhos, que basta apenas você despejar na comida.

Esses flocos são consumidos de várias maneiras. Assim, eles podem estar por cima de diversos pratos. Por exemplo, do rámen.

Entretanto, uma das maneiras mais comuns de consumi-lo é em cima do okonomiyaki ou do takoyaki. Assim, quase todas os restaurantes que oferecem esses pratos sempre colocam as raspas por cima. E, devido a temperatura da comida, você poderá ver essas raspas se mexendo, dando o aspecto de estarem vivas, como dito anteriormente.

 

Ele também está presente em um dos temperos mais famosos do Japão, que é o dashi. Este é feito a partir da alga kombu e de flocos de katsuobushi. Existem muitas maneiras de fazer, mas entre as mais usadas, está em cozer a alga e depois adicionar as raspas.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link