Missô – o condimento preferido do Japão por 1000 anos

Houve um tempo em que o missô era comido apenas por nobres e monges. Era restritamente proibido aos plebeus comer o condimento fermentado. Que diferença faz cerca de mil anos – hoje é a pedra angular das refeições tradicionais japonesas.

A história

O missô foi inventado na China e comido pela primeira vez há mais de 2500 anos. Era originalmente uma pasta feita de soja cozida e grãos fermentados e espalhada diretamente nos alimentos.

Quando o alimento chegava ao Japão, era considerado um alimento de elite e dado como presente e até usado como salário.

As primeiras lojas especializadas em missô, decretadas pela lei japonesa, finalmente surgiram em Kyoto.

Com o passar dos anos, a soja do missô foi transformada em uma sopa que se tornou o alimento preferido dos guerreiros samurais.

Mais tarde, à medida que o país se dissolvia em décadas de guerra civil, a pasta de missô rica em nutrientes era uma ração crítica no campo de batalha. Durante o período Edo, de 1600 a 1800, experiências com diferentes métodos de fermentação levaram ao missô de alto grau, preferido pela rica classe de comerciantes e variedades cotidianas para as massas.

Lojas com receitas cada vez mais complexas surgiram em todo o Japão, para satisfazer todas essas necessidades.

Maneiras de preparo

A arte de criar envolve o domínio da fermentação e do envelhecimento. A fermentação da pasta de soja usa sal e ocorre quando o tempo está quente. Quando as temperaturas caem, as enzimas em fermentação ficam lentas e as bactérias indesejáveis morrem.

O missô está pronto para o mercado neste momento, mas nem todo missô é consumido após esse processo. O ciclo de fermentação de alguns é repetido no segundo e até terceiro ano. Ciclos de fermentação repetidos resultam em sabores mais ricos e texturas mais espessas.

Na cultura japonesa, os alimentos sólidos na sopa são adicionados conforme a estação. Não é incomum encontrar sopa com algas, camarões, cebolas ou cogumelos. Um café da manhã tradicional japonês é sopa de missô e arroz branco.

A apresentação consagrada pelo tempo é que a sopa seja servida na tigela de laca, geralmente com tampas, e consumida bebendo diretamente na tigela.

 


Leia mais:


Popularidade do missô

No movimento atual dos alimentos saudáveis, descobriu-se que o missô contém bactérias probióticas amigáveis. Esses germes benéficos podem ajudar o corpo a impulsionar o sistema imunológico. Alguns estudos sugeriram que o consumo de sopa de missô pode diminuir a probabilidade de contrair câncer de estômago e de mama.

Esses benefícios potenciais para a saúde chamaram a atenção do mundo. Hoje em dia, o alimento básico da dieta japonesa por mil anos é um produto de exportação popular, e os grãos de soja fermentados são enviados para todo o mundo.

 

Fonte: morethanrelo.com

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link