Gobo: uma raiz amada no Japão e fácil de ser encontrada no Brasil

Um dos legumes que os japoneses mais apreciam é o gobo. Esse pode ser encontrado no Brasil sob o nome de raiz de bardana. É possível encontrá-lo em outros lugares do mundo. Mas, talvez, os japoneses seus maiores apreciadores.

Ela é extremamente nutritiva, além de ser de baixa caloria. Ou seja, pode comer sem culpa e ao mesmo tempo de ter uma ótima refeição.

Conheça aqui mais sobre essa receita e como é fácil de prepará-la.

Gobo, uma raiz simples e saborosa

O sabor dessa raiz é mais adocicado. De acordo com o seu preparo, pode ter várias texturas. Mas, em quase todas as vezes, ela terá uma textura mais crocante.

Por ser uma fonte de fibras, proteínas e de uma série de outras vitaminas, ela é sempre indicada em qualquer refeição.

Onde encontrar no Brasil

Como dito anteriormente, esse é um ingrediente que é possível de ser encontrado no Brasil.

Em algumas cidades, essas raízes são vendidas até mesmo nas feiras livres que acontecem nas ruas. Mas, se houver uma mercearia especializada em comida japonesa na sua cidade, provavelmente ali terá gobo. Talvez ele já esteja pronto. Porém você poderá apreciar essa iguaria japonesa.


Leia também:


Como preparar o gobo?

Porém, devido a sua aparência você pode estar cheio de dúvidas de como se prepara essa raiz.

É muito mais facil do que você imagina. Um dos modos mais práticos e mais comum de se comer é como salada.

Esta salada é conhecida como kinpira gobo e é um ingrediente comum nas marmitas dos japoneses. Até mesmo se você comprar uma marmita pronta em uma loja de conveniência é provável que ela tenha um pouco de kinpira gobo.

E, por mais que pareça ser uma raiz muito dura e até mesmo semelhante a uma raiz de árvore, não se engane. Ela irá ficar devidamente macia e ao mesmo tempo crocante se você a fizer corretamente.

Normalmente, ela é feita junto com cenouras. Vejamos o que mai sé necessário para fazer esse prato tão tradicional do cotidiano de um japonês.

Ingredientes

  • 1 gobo
  • 1 cenoura
  • Acúcar
  • Óleo
  • Água
  • Molho de soja (shoyu)
  • Saquê
  • Saquê mirin
  • Sementes de gerglim a vontade.

Antes de mais nada, é preciso raspar o gobo. Dessa maneira, você tira a casca dele sem perder nada. Faça o mesmo com a cenoura (caso não goste dela com casca). Em seguida, corte em pequenas tiras. Lave ambos e os reserve.

Depois, coloque um fio de óleo em uma frigideira. Em seguida, coloque o gobo. Como ele é um pouco mais duro, deixe ele por 1 ou 2 minutos. Em seguida, coloque a cenoura. Deixe mais um pouco e já acrescente cerca de 200 ml de água, mais 1 colher de sopa de açúcar, 1 colher de sopa de saquê, 1 colher de sopa de saquê mirim e o shoyu a gosto.

Caso tenha receio em adicionar o shoyu, cerca de 3 colheres de sopa estará em bom tamanho.

Então, é só deixar cozinha. Deixe o líquido evaporar bem.

Depois, já estará pronto! Basta apenas deixar esfriar. Você pode guardar na geladeira para ser um acompanhamento de seu almoço.

A receita também é vegana!

O gergelim é opcional. Mas fica ótimo sempre que adicionado por cima do kinpira gobo.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link