Lugar amaldiçoado no Japão proíbe entrada de pessoas para não serem levadas por espírito de samurai

A gerência de um lugar amaldiçoado no Japão resolveu proibir a entrada de qualquer pessoa. Isso porque elas podem ser levadas por um espírito maligno de um samurai ou também terem suas vidas amaldiçoadas para sempre.

Esse local é o Santuário de Nitta que está nos arredores de Tóquio. Mesmo sendo um local sagrado, ele é conhecido por ter “sete mistérios” e ter uma região que é proibida de entrar, que é onde estaria o espírito desse samurai maligno.

O Santuário de Nitta: um lugar amaldiçoado no Japão

A história desse santuário remonta aos anos 650 do Período Nanboku-cho (“Período dos Tribunais Sul e Norte”), que seria entre os anos de 1336 a 1392. Naquela época, o Japão  foi dividido entre o norte e o sul e havia uma guerra constante entre esses dois lado.

Do lado sul, havia um poderoso samurai chamado Nitta Yoshioki que foi aclamado por ser um dos melhores lutadores e estrategistas da época. Mas, mesmo assim, ele foi atingido por um golpe traiçoeiro em uma balsa ao ser enganado por integrantes do clã do norte que fingiram ser seu amigo.

Seu barco foi esburacado no fundo e além de ser atingido por uma chuva de flechas.

Acredita-se que o samurai responsável pela morte de Niita foi amaldiçoado. Ele morreu logo depois e via Nitta o assombrando.

Nas proximidades onde Nitta morreu, houve uma série de tempestades e trovões. O que fez com que seus servos construíssem um Santuário para tentar acalmar o espírito dele.

Apesar de ser um local muito bonito, onde o copo de Nitta foi enterrado tornou-se um lugar amaldiçoado. Qualquer um que for nas montanhas atrás do templo pode nunca mais voltar, ou também pode ser amaldiçoado. Assim como o samurai que o assassinou, a pessoa pode ficar louca e morrer em pouco tempo, além de receber visitas assustadoras do espírito de Nitta.


Leia também


Os sete mistérios do Santuário

Além disso, existem os sete mistérios do Santuário sendo que quase todos eles estão relacionados a questões espirituais.

1. Após a morte de Nitta Yoshioki, trovejou no local por sete dias e sete noites

2. O corpo de NItta está enterrado em um monte circular atrás do Santuário, qualquer um que entrar na área será amaldiçoado.

3. O  barco em que Nitta foi assassinado se tornou um “Barco de Cedro” (mais tarde foi queimado por um raio).

4. O bambu no monte é chamado de “bambu bandeira”, pois é onde a bandeira branca do clã Minamoto foi hasteada. O bambu aqui faz estalos durante as tempestades, e foi ele que deu origem aos amuletos de flecha hamaya vendidos em santuários ao redor do Japão.

5. Quando o santuário é visitado pela família ou descendentes de Kunikiyo Hatakeyama (representante do norte) sempre chove e os cães rosnam.

6. Existe uma árvore de 700 anos. Ela sobrevive mesmo depois de  ter sido dividida por raios e de ter sido danificada pela guerra. Diz-se que quem tocar nesta árvore sagrada terá longevidade, além de ter suas doenças curadas e até mesmo rejuvenescer .

7. O barqueiro envolvido na morte de Nitta mais tarde se arrependeu de suas ações, e construiu uma estátua para se desculpar. Mas a estátua desmoronou devido a uma maldição de Nitta.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link