Brasileiros no Japão poderão votar! Saiba mais

Os brasileiros do Japão poderão votar e exercer seus deveres como cidadãos. Além disso, a depender do próximo presidente do Brasil, a política pode interferir diretamente na vida dos brasileiros que estão lá.

Assim, é importante que todos exerçam seus direitos e conheçam os melhores candidatos para as suas necessidades.

Antes de mais nada, cabe uma ressalva. Esse artigo não tem como pretensão indicar quais são os candidatos à presidência, ao governo do estados, a deputados ou senadores. Trata-se somente de um informativo de como é possível votar em quem a pessoa quiser. Não há posição política, mas sim uma informação de como exercer um direito de todo cidadão brasileiro.

Os brasileiros poderão votar do Japão?

A justiça brasileira compreende que mesmo aqueles que estão fora do país podem e devem exercer seus direitos como cidadãos. Obviamente que é preciso ter tudo legalizado para conseguir fazer isso.

Essa é uma maneira para que todos os cidadãos brasileiros possa exercer o direito ao voto e se sentir representados por quem estiver governando. Afinal de contas, por exemplo, uma crise econômica no Japão pode fazer com que muitas pessoas precisem voltar para o Brasil e, por conta disso, elas precisam estar cientes de como anda a política no país.

Assim, a justiça eleitoral brasileira orienta que, onde quer que você esteja, tente ir votar. Isso faz parte do exercício democrático e é fundamental para que todos possam escolher quem querem que  governe nos próximo 4 anos.

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitora), a comunidade de brasileiros que residem no exterior cresce a cada ano e já ultrapassa os 4,2 milhões de cidadãos (concentrados, especialmente, nos Estados Unidos, em Portugal e no Paraguai). E no Japão estão quase 300 mil brasileiros.


Leia também:


Os brasileiros poderão votar do Japão para presidente da república

Mesmo em território internacional, essas pessoas não apenas têm o direito, mas o dever de participar do processo eleitoral do Brasil, nas eleições para presidente da República. As exceções são os idosos acima de 70 anos e os analfabetos. Portanto, aqueles que estão no Japão podem ajudar a escolher quem será o próximo presidente da república.

Vale ressaltar que é preciso estar regular com a justiça eleitoral para votar.

Para isso, o melhor é verificar pelo aplicativo e-Título.

Caso a pessoa não possa votar, a ausência pode ser justificada quantas vezes forem necessárias. No entanto, se deixar de justificar por mais de três eleições seguidas, o eleitor terá o título cancelado e estará sujeito a uma série de restrições, entre elas, a renovação do passaporte.

Por conta disso, não dê bobeira se estiver no Japão e vote, tanto para a escolha do futuro do Brasil, como também para não correr o risco de ter o passaporte não renovado.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link