Polícia japonesa inova e aceitará chamada de vídeo para atender rapidamente às ocorrências

A polícia japonesa apresentou mais uma inovação na tentativa de manter a segurança da população. Essa inovação pode parecer simples, mas pode ser responsável por ajudar e salvar muitas pessoas.

banner-loja

Por exemplo, já pensou se você está diante de uma situação em que está tão nervoso que não consegue ter calma para descrever para a polícia o que está acontecendo. Isso fará com que a polícia não saiba ao certo qual a sua necessidade. Ou, até mesmo se uma pessoa que está muito nervosa acaba chamando a polícia quando não precisaria com tanta urgência, deslocando os policiais de um serviço que poderia ser mais urgente.

Além disso, também há o problema para os estrangeiros não conseguirem se expressar corretamente quando fazem uma ligação por voz para a polícia. Certamente, se um estrangeiro puder fazer uma chamada de vídeo, muitas confusões e perda de tempo poderão ser evitadas.

Dessa maneira, esse tipo de chamada só tende a melhorar os atendimentos. E, o que a polícia puder prestar de socorro antes de uma viatura chegar, poderá ser melhor explicado para quem estiver fazendo a ligação.

Conheça aqui essa nova medida e como ela será implementada no Japão.

Polícia japonesa e as chamadas de vídeo

Desde o dia 1º de outubro de 2022, os testes passaram a ser realizados para a implementação desse serviço. Assim, quando alguém ligar para o 110, que é o número da polícia no Japão, poderá transmitir vídeo do seu telefone para operadores de emergência para que eles possam entender melhor o que está acontecendo no local.

A transmissão das imagens ocorre quando uma chamada para o 110 é feita. Em seguida, o operador ouvirá o problema e determinará se um feed de vídeo é necessário. Nesse caso, eles enviarão um link via SMS para o smartphone do chamador que configurará a conexão de vídeo.

Durante a transmissão, o chamador ainda estará em contato de áudio com o operador para que ele possa dar instruções como “virar a câmera um pouco para a esquerda” em tempo real.

Além da transmissão ao vivo, será possível fazer upload de fotos e vídeos salvos para o operador que pode ajudá-lo a lidar com o problema. Um sistema semelhante já está em uso na província de Hyogo desde 2020 e, desde então, cerca de 500 vídeos foram enviados.

Em um caso, um vídeo mostrou claramente o veículo de um criminoso fugindo, o que permitiu que os policiais os encontrassem e os pegassem rapidamente.


Leia também:


A polícia japonesa e as gravações

Infelizmente, a Agência Nacional de Polícia admite que, ao usar o serviço, os chamadores devem primeiro concordar com os termos, como renúncia aos direitos autorais das imagens. Há também alguns problemas com a velocidade de upload que esperamos que possam ser resolvidos à medida que o teste estiver em andamento.

Outra limitação é que o chamador deve estar usando um smartphone. Mesmo que os telefones flip mais antigos tenham uma câmera equipada, eles não são compatíveis com o sistema. O grande problema é que os idosos no Japão normalmente preferem esse tipo de telefone.

Fonte: Sora News.

Receba GRÁTIS notícias do Japão