Crematório no Japão queimou pets com lixo por mais de 10 anos!

Um crematório no Japão voltado para pet enganou os seus clientes. O pior de tudo é que eles ofenderam muito seus clientes ao não respeitar os seus pets e queimá-los junto com lixo.

Confira aqui mais sobre esse golpe que deram nos donos de pets.

Crematório no Japão para pets

Antes de mais nada, é preciso compreender que no Japão não há somente cremação para pessoas, mas também para pets. Esse tipo de ritual faz parte da despedida dos pets de seus tutores e tem muito significado para os japoneses.

Mas, não se trata somente da cultura e da despedida, no Japão, a cremação após a morte, tanto para pessoas quanto para animais de estimação, é a norma. O país também queima muito de seu lixo.

Isso deveria acontecer em lugares diferentes, mas acontece que os trabalhadores de um crematório aparentemente imaginaram que se o fogo está queimando, pode queimar qualquer coisa.

Owari Hokubu Seien é um crematório e salão funerário na cidade de Inuyama, província de Aichi. Recentemente, alguém notou que um de seus funcionários de cremação havia feito um post na mídia social dizendo: “Quando cremamos animais, queimamos o lixo de nossa loja de conveniência em lanches embalados com eles.

Exatamente, o funcionário do crematório teve coragem de postar isso.


Leia também:


A crematório no Japão de pets junto com lixo

Os trabalhadores de cremação da Owari Hokubu Seien são subcontratados da Gorin, uma empresa de serviços de cremação com sede na província de Toyama.

Depois que o post de mídia social veio à tona, foi confirmado que , além das caixas de bentô – as marmitas japonesas -, vários membros da equipe de cremação de seis pessoas da instalação (que é composta por seis homens e mulheres entre 20 e 60 anos) também jogariam vazios garrafas plásticas de bebida ao cremar animais de estimação

Isso vem acontecendo há pelo menos 10 anos, descobriu a investigação, com o gerente no local dizendo: “A equipe de cremação fazia isso diariamente, então imaginei que era assim que as coisas eram feitas”.

O mais surpreendente é que isso acontece há 10 anos e nunca houve qualquer escândalo sobre isso. Além do desrespeito com os clientes e a memória dos pets, também é um problema de higiene e desrespeito às normas do país.

Além disso, pode parecer uma transgressão menor em comparação com a profanação dos restos mortais dos animais de estimação, mas também deve ser ressaltado que no Japão garrafas plásticas e caixas de bento não são classificadas como lixo incinerável e devem ser colocadas em lixo reciclável separado dias de coleta.

Além disso, vale lembrar que os tutores dos pets também pegam essas cinzas e às enterram. Ou seja, além de tudo, eles não enterraram somente as cinzas, mas também pó de lixo.

Fonte: Sora News.

Receba GRÁTIS notícias do Japão