Hayao Miyazaki fala sobre o sucesso de Demon Slayer

Repórter aborda o diretor do Studio Ghibli, Hayao Miyazaki, durante sua rotina matinal para uma rápida entrevista sobre o que ele acha do sucesso de Demon Slayer.

Ao longo dos anos, o co-fundador e diretor do Studio Ghibli provou que não tem medo de falar abertamente sobre tópicos dos quais outras pessoas possam se esquivar, especialmente quando se trata de discutir a indústria de anime e seus fãs.

Portanto, é compreensível que os repórteres estejam ansiosos para ouvir uma frase de efeito do lendário diretor, especialmente quando um novo filme de animação ameaça roubar um recorde anteriormente estabelecido por um longa-metragem do Studio Ghibli. Foi o que aconteceu quando Your Name, de Makoto Shinkai, ameaçou derrubar Spirited Away de Ghibli de sua posição de destaque como filme de maior bilheteria japonesa, e agora há um novo candidato ao título: Demon Slayer – Kimetsu no Yaiba – O Filme: Trem Infinito.

Este filme de animação, baseado na popular série de mangá Demon Slayer, já quebrou recordes de bilheteria no Japão desde seu lançamento em 16 de outubro, acumulando 10 bilhões de ienes (US $ 95 milhões) em vendas de bilheteria e batendo o recorde anterior, definido por Spirited Away, que levou 25 dias para chegar a 10 bilhões de ienes de bilheteria.

Após registrar 20,4 bilhões de ienes em vendas de bilheteria apenas 24 dias após seu lançamento, Demon Slayer está agora em uma boa posição para empurrar Spirited Away, que alcançou 30,8 bilhões de ienes em vendas no espaço de um ano inteiro, de sua posição como a mais alta do Japão – cargo que ocupa há 19 anos.


Leia também


Contra esse pano de fundo, os membros da mídia estão ansiosos para saber o que Hayao Miyazaki pensa do novo filme e sua enorme popularidade, e para um repórter o desejo de falar com o diretor era tão grande que ele decidiu emboscar Miyazaki com perguntas… enquanto o diretor estava recolhendo lixo.

De acordo com o repórter, parte da rotina diária de Miyazaki envolve recolher o lixo e manter a rua fora de sua casa limpa nas primeiras horas da manhã. Então o repórter aproveitou a oportunidade para se aproximar do diretor de 79 anos para uma entrevista na rua, e foi assim que funcionou.

Repórter: As vendas de bilheteria de Demon Slayer estão se aproximando das de Spirited Away. Qual é a sua opinião sobre isso?

Miyazaki: Bem, acho que não tem nada a ver comigo. É melhor que as pessoas não se preocupem com coisas como recordes de bilheteria e se concentrem em tornar seu ambiente de trabalho harmonioso. Tudo bem, contanto que você trabalhe duro no que está fazendo.

Repórter: Você assistiu Demon Slayer?

Miyazaki: Não, não assisti. Raramente vejo outras coisas. Eu não assisto TV, eu não assisto filmes. Sou um velho aposentado catando lixo.

Repórter: Alguns fãs ficarão chateados se Spirited Away não mantiver seu histórico de número um.

Miyazaki: Não vale a pena se preocupar com esse tipo de coisa. Sempre há inflação no mundo. Agora, eu tenho que pegar o lixo…

Repórter: Então… você está atualmente trabalhando em How Do You Live? (produção anunciada em 2017). Tudo está indo bem?

Miyazaki: Estou fazendo isso. Estou fazendo isso enquanto aposentado. Você deve encaminhar quaisquer perguntas sobre isso para a Toho [empresa de produção e distribuição de filmes japoneses]. Porque não sei tudo sobre isso. Eu tenho que sair e pegar o lixo, então…

Visto que foi abordado na rua enquanto realizava uma de suas tarefas diárias, Miyazaki foi surpreendentemente cortês com o repórter que o emboscou do nada. No entanto, ele deixou claro que sua prioridade número um durante a discussão era manter as ruas limpas.

Como sempre, parece que a mídia está muito mais interessada em vendas e recordes de bilheteria do que Miyazaki está ou nunca esteve. E embora os especialistas afirmem que não é uma luta justa entre filmes, dado que há mais cinemas no Japão do que havia quando Spirited Away foi lançado, no final do dia realmente não importa se Demon Slayer ou qualquer outro filme excede Spirited Away da Ghibli em vendas de bilheteria.

Isso certamente não diminui o valor do filme de Miyazaki de 2001 como obra-prima, especialmente quando você considera que foi feito por um diretor lendário que ainda é humilde o suficiente para cuidar de sua vizinhança recolhendo o lixo nas ruas.

Fonte: SoraNews24

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link