Hotel japonês com atletas olímpicos brasileiros tem funcionários contaminados

Mesmo com a vacina e com o passar do tempo, o coronavírus não deixa de ser um problema mundial. E, agora, com a aproximação dos Jogos Olímpicos de Tóquio, a atenção tem de ser redobrada. Há o constante medo de que se desenvolva uma nova variante no Japão, que já tem até nome mesmo antes de ter aparecido, que seria o vírus olímpico.

Toda essa preocupação é justificável. Afinal de contas, a capital japonesa irá receber inúmeros atletas e outros profissionais relacionados ao mundo do esporte. Mesmo que os jogos não tenha torcida, ainda assim, poderá haver a transmissão do vírus.

E isso já se tornou um problema real tanto com a chegada de delegações contaminadas, como também com a recente denúncia que o hotel japonês onde está a delegação brasileira de judô está com outo funcionários contaminados.

Entretanto, para a sorte dos atletas, eles ainda não chegaram no país e devem estar ali em cerca de 3 dias.

Saiba mais sobre o ocorrido e também como estão as preparações no Japão para as Olimpíadas diante do coronavírus.

O hotel japonês contaminado

De acordo com o site de notícias Japan Today, pelo menos oito funcionários de um hotel japonês que hospeda a equipe olímpica de judô do Brasil testaram positivo para coronavírus, conforme teriam afirmado as autoridades locais na quinta-feira.

Autoridades de saúde e esportes em Hamamatsu, na província de Shizuoka, disseram que os exames de vírus foram feitos antes da chegada da delegação de judô de cerca de 30 membros no sábado.

Nenhum dos indivíduos infectados entrou em contato com os atletas, disseram.

A notícia chega no momento em que Tóquio se prepara para sediar os Jogos Olímpicos, principalmente a portas fechadas, com medidas antiinfecciosas rígidas aplicadas a atletas, oficiais e jornalistas.


Leia também:


Um membro da família de um dos funcionários infectados do hotel também testou positivo, acrescentaram os funcionários de Hamamatsu.

Tóquio está atualmente em estado de emergência com vírus e com infecções aumentando. Várias áreas ao redor da capital estão sob restrições menos rígidas contra vírus.

Os participantes olímpicos estarão sujeitos a regras rígidas de vírus e mantidos longe do público japonês.

Separadamente, um membro da equipe da equipe russa de rúgbi de sete foi hospitalizado após um teste positivo, de acordo com o Japan today.

A equipe, composta por 16 atletas e 10 membros da equipe, pousou em um aeroporto de Tóquio em 10 de julho e não teve contato próximo com autoridades locais ou residentes desde então.

O resto da equipa está agora em quarentena nos seus alojamentos, mas se o teste for negativo na quinta-feira, poderá retomar os treinos já na sexta-feira, acrescentou o responsável.

O Comitê Olímpico Internacional disse quarta-feira que das mais de 8.000 pessoas que chegaram entre 1 e 13 de julho, apenas três tiveram resultado positivo após a chegada e foram isoladas.

O chefe do COI, Thomas Bach, também prometeu “não trazer nenhum risco” ao Japão com os Jogos, que começam no dia 23 de julho.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link