A pressão social e a ansiedade das máscaras no Japão: efeitos da pandemia

Usar máscaras no Japão sempre foi um hábito para quem estiver gripado ou resfriado. Trata-se de um cuidado social para não transmitir o vírus.

Entretanto, com a pandemia do Coronavírus, se tornou necessário que todos, mesmo os não afetados, usassem máscaras. Agora, que, aparentemente, a pandemia está chegando ao seu fim, muitas pessoas optaram por permanecer de máscaras. Até aí, tudo bem.

Porém, um fenômeno está acontecendo no Japão que é a pressão para que as máscaras sejam usadas mesmo por aqueles que optaram por não usá-las. Além disso, aqueles que estão de máscaras, também acabam desenvolvendo uma certa ansiedade diante daqueles que estão sem.

Veja um pouco mais aqui sobre esse efeito da pandemia na saúde mental dos japoneses.

Como está o uso de máscaras no Japão?

Antes do início do calor sufocante do verão, o governo japonês relaxou suas diretrizes para o uso de máscaras, aconselhando as pessoas a removê-las sempre que possível para evitar incidentes relacionados ao calor.

No Japão as temperaturas ficam muito elevadas, chegando com certa facilidade aos 40 graus em algumas localidades.

Para algumas pessoas, isso era música para seus ouvidos. Não mais queixos suados ou correr de volta para casa quando você estava a meio caminho da estação e percebeu que podia sentir a brisa contra seu rosto. Para outros, essa notícia incitou um nível totalmente novo de ansiedade oculta.

No Japão, a pressão social de usar uma máscara pode ser a razão pela qual muitos hesitam em removê-la. Não é incomum estar andando por uma rua vazia nos subúrbios de Tóquio e ver pessoas andando ou andando de bicicleta usando uma máscara (e nem mesmo como uma rede de queixo, na verdade usando-as como cobertura de nariz e boca).

No início da pandemia, nos disseram para usar máscaras para proteger a nós mesmos e nossos entes queridos do vírus. Tornou-se uma garantia, quase um cobertor de segurança. Ofereceu uma sensação de controle sobre uma situação sobre a qual tínhamos pouco controle, por isso é fácil entender por que as pessoas não estão prontas para abandonar as máscaras completamente, especialmente porque o coronavírus está longe, mas já passou.


Leia também:


A ansiedade diante das máscaras no Japão

A saúde mental não é um tema amplamente discutido no Japão. Para muitos, é mais fácil culpar o medo do vírus do que se abrir sobre quais outros fatores podem estar contribuindo para a ansiedade.

Então, temos que perguntar, mantendo a máscara, estamos apenas prolongando a ansiedade?

Assim, como será que os japoneses podem baixar essa ansiedade de estarem sem máscaras? Uma opção é fazer a transição para o não uso de máscaras aos poucos. Até ir se habituando novamente a deixar de usá-las, ou melhor, só usá-las quando realmente for necessário.

E também é preciso encarar que não há nenhum desconforto em não se sentir a vontade para retirar uma máscara. Isso faz parte do processo.

Fonte: Savy Tokyo.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link