Quais as diferenças entre a família Imperial Japonesa e família Real Britânica?!

É muito comum escutar curiosidades sobre a família Real Britânica, entretanto, poucas pessoas sabem mais sobre a família Imperial Japonesa. Isso acontece porque realmente a família britânica é bem mais famosa.

Mas, para você conhecer mais sobre a japonesa, comparamos alguns pontos entre elas.

As diferenças e semelhanças entre a família Imperial Japonesa e a família Real Britânica

Antes de mais nada, é preciso destacar que no Japão há a imagem de um Imperador. Enquanto no Reino Unido trata-se de um Rei. Por um período de tempo, os monarcas britânicos também foram Imperador/Imperatriz da Índia e governantes de um Império Britânico, mas isso foi relegado ao passado. O monarca japonês é atualmente o único denominado “imperador”.

Já no caso da linha de sucessão, há uma relação bem diferente. A sucessão britânica costumava ser a primogenitura de preferência masculina, preferindo os homens às mulheres (não importa a idade), mas ainda permitindo que as mulheres sucedessem ao trono se não tivessem irmãos. Com o passar o tempo, isso mudou e agora a regra é a primogenitura absoluta; as irmãs mais velhas permanecem à frente dos irmãos mais novos na linha de sucessão. O que importa é a ordem de nascimento.

As regras de sucessão japonesas, por outro lado, são extremamente rígidas. Somente os homens podem ocupar o cargo de Imperador.

Além disso, quando uma filha se casa, ela deixa totalmente a Família Imperial. Nenhum descendente masculino através de uma linha feminina pode herdar.

A participação na política da família Imperial Japonesa e da família Real Britânica

No caso japonês, é definido em constituição que “O Imperador será o símbolo do Estado e da unidade do povo, derivando sua posição da vontade do povo com quem reside o poder soberano”. Porém, o Imperador não possui nenhum poder político. Antes e durante a II Guerra Mundial o Imperador possuía esses poderes.

Mas, com a ocupação dos EUA depois que o Japão perdeu a guerra, a família Imperial abdicou desse poder.

Já no caso da família Real Britânica é um pouco diferente. Apesar de não poder afetar diretamente na política, a família real britânica sempre está com contato com quem é o primeiro-ministro. No mais, assim como a família imperial japonesa, os britânicos fazem muitos trabalhos sociais.


Leia também:


Abdicar do trono na família Imperial Japonesa e na família Real Britânica

Um outro ponto relevante é o que acontece com aqueles que abdicam do status imperial ou real.

No caso do Japão isso parece ser mais simples. O ex-imperador japonês não teve graves problemas em abdicar do trono e isso não afetou negativamente a imagem da família imperial.

Além disso, quando alguém se casa e perde o status de integrante da família imperial, isso até gera um certo assédio da mídia, mas nada que questione a existência da família imperial.

Já os monarcas britânicos tradicionalmente não abdicam e, da última vez que o fizeram, foi visto como vergonhoso, deixando uma impressão duradoura na então princesa Elizabeth, a atual rainha. Foi visto como um abandono do dever para com a Coroa. Ela nunca abdicou e ficou no cargo até morrer. Se os monarcas britânicos podem suavizar essa questão no futuro, não posso dizer.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link