Ilhas Senkaku: um lugar que pode começar uma guerra entre Japão e China

Uma guerra entre Japão e China pode acontecer em qualquer momento. Isso pode ocorrer por conta da disputa da Ilha Senkaku.

O território total dessas ilhas é relativamente pequeno. E sempre foi uma disputa entre a China e o Japão. Entretanto, após a II Guerra Mundial, ela ficou sob comando dos EUA. Mas, posteriormente, no ano de 2012, o governo japonês assumiu o seu controle.

Ilhas Senkaku e a possibilidade de guerra entre Japão e China

Uma das questões que faz com que as Ilhas Senkaku seja muito importante, é que ali há petróleo.

Em 1969, o governo japonês patrocinou um levantamento da geologia submarina ao redor das Ilhas Senkaku. A essa altura, naquele momento, não havia realmente ninguém pensando que as Ilhas Senkaku pertenciam a alguém além dos japoneses. Após a pesquisa, eles divulgaram relatos de jornais que confirmaram uma pesquisa anterior da ONU dizendo que possivelmente havia muito petróleo disponível.

A equipe de cientistas da Universidade de Tóquio de Niino confirmou os resultados da pesquisa da ONU. Estabeleceu a existência de depósitos terciários marinhos, com mais de 6.000 pés de espessura, na área pesquisada. Também descobriu que estruturas dobráveis, identificadas como três grandes barreiras e inúmeras pequenas cristas, existiam em vários lugares. Esta foi uma descoberta significativa, pois indicou a possibilidade de que existem formações geológicas para aprisionar os elementos formadores de petróleo que quase certamente serão encontrados nos espessos sedimentos marinhos.

Nos anos seguintes, Taiwan, China e Japão disputaram o petróleo daquele lugar.

Assim, o Japão exerce, desde 1972, a administração das ilhas. Os japoneses alegam que a República da China só começaram a reivindicar a propriedade das ilhas em 1971, após a publicação desse relatório das Nações Unidas de maio de 1969 de que uma grande reserva de petróleo e gás pode existir sob o fundo do mar perto das ilhas.


Leia também:


As Ilhas Senkaku hoje e as possibilidade de guerra entre Japão e China

No ano de 2012, o Ministério das Relações Exteriores do Japão criou um site em apoio às suas reivindicações.

Em 2016, a pesca chinesa, a Guarda Costeira e outras embarcações entravam nas águas territoriais ao redor das ilhas quase diariamente. Já em agosto de 2016 o ministro das Relações Exteriores japonês Fumio Kishida teria dito ao então ministro das Relações Exteriores da China Wang Yi “que a atividade representava uma escalada de tensões”.

Já mais recentemente, em 22 de junho de 2020, o Conselho Municipal de Ishigaki votou para mudar o nome da área que contém as Ilhas Senkaku de “Tonoshiro” para “Tonoshiro Senkaku”. Obviamente, o Ministério das Relações Exteriores da República da China respondeu que as ilhas pertencem à República da China, e qualquer movimento para negar este fato é inválido. O Partido Comunista Chinês também condenou o movimento do conselho, dizendo que as ilhas são território da ROC e que a nação não abriria mão de nem “uma polegada” de sua soberania.

Dessa maneira, as tensões continuam seguindo. Podendo haver o uso de força para garantia das Ilhas a qualquer momento caso as tensões aumentem.

Receba GRÁTIS notícias do Japão