Daisugi: a técnica japonesa de cultivo que cria uma árvore plataforma para outras árvores

Em algum momento no Japão do século XV, uma técnica de cultivo chamada daisugi foi desenvolvida em Kyoto. Escrito como 台杉 e literalmente significando cedro plataforma, a técnica resultou em uma árvore base aberta com várias árvores (aparentemente outras) crescendo sobre ela, perfeitamente verticais. Na foto abaixo, está um daisugi no distrito de Kitayama em Kyoto e é talvez o exemplo mais famoso em todo o Japão.

A técnica surgiu em Kyoto como meio de resolver a falta de mudas. Com ela tornou-se possível criar uma colheita sustentável de madeira de uma única árvore. Bem feita, a técnica pode evitar o desmatamento e resultar em madeiras perfeitamente redondas e retas conhecidas como taruki, que são utilizadas nos telhados das casas de chá japonesas, entre outras aplicações.

Daisugi com finalidade de decoração também existe no Japão, mas mantê-lo pode ser caro e demorado. Abaixo, jardineiros de Komori Zouen mostram fotos de antes e depois que ilustram a técnica.

Eles explicam a importância de aparar bem os galhos, retirar os excessos de folhas e galhos para que a árvore ventile bem e receba luz. Isto também faz com que sobre mais nutrientes para que a árvore possa crescer adequadamente. A eficiência é importante, mas a parte estética também tem importância fundamental no conjunto: o jardineiro deve aparar a árvore de forma que fique harmoniosa e equilibrada.


Leia também


Abaixo está uma pequena floresta de daisugi, em contraste com a folhagem de outono em Kyoto:

Daisugi também foi tema da pintura japonesa. Abaixo está um pergaminho do famoso Kitayama Daisugi, pintado por Housen Higashihara (1886 – 1972).

Fonte: Spoon&Tamago

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link