Passaportes de vacinação no Japão serão expedidos para autorizar ou barrar quem pode viajar

Mesmo diante dos inúmeros debates, os passaportes de vacinação no Japão começarão a ser expedidos para serem usados estritamente para fins de viagem.

Mesmo com a campanha de vacinas do Japão tendo um começo meio conturbado e em ritmo lento, atualmente, crescem os esforços para aumentar o número de cidadãos vacinados, elevando a taxa de vacinação do Japão para quase 20%.

Com o progresso permanecendo estável, o governo considerou como sendo um bom momento para iniciar a tão disputada ideia de um passaporte de vacina para usar como prova de vacinação.

Assim, em 11 de julho, o secretário-chefe do Gabinete, Katsunobu Kato, anunciou em um programa de TV da NHK que os pedidos de passaportes de vacinas começarão a ser aceitos em todas as prefeituras municipais e alas do país a partir de 26 de julho.

Conheça mais aqui sobre esse passaporte e como será o seu funcionamento.

Os passaportes de vacinação no Japão

O principal objetivo do passaporte, que aparentemente foi solicitado pela comunidade empresarial, seria ajudar os cidadãos japoneses que viajam para o exterior. Dessa maneira, haveria como evitar internamente medidas rigorosas de controle de epidemias impostas por países e companhias aéreas, como quarentenas de duas semanas ou resultados obrigatórios de testes negativos.

No entanto, o governo também está considerando implementar benefícios adicionais para ter um passaporte de vacina, como permitir que empresas privadas forneçam privilégios especiais aos portadores de passaporte de vacina.

Como para muitos isso parece ser uma medida para dar tratamento preferencial para indivíduos vacinados, o Secretário Kato disse que eles estão investigando possíveis questões relacionadas a essa ideia. De acordo com ele “temos trabalhado para identificar maneiras de evitar que isso resulte em tratamento injusto ou coerção”.

Por enquanto, no entanto, o governo parece ter a intenção de restringir o uso do passaporte para viajar para evitar que qualquer discriminação indevida e uso indevido aconteçam.

Dessa maneira, os candidatos terão que apresentar um comprovante de voo para receber o passaporte, por exemplo, e também devem levar seu passaporte de viagem para a janela de inscrição.


Leia também:


A desconfiança dos passaportes de vacinação no Japão

No entanto, várias lacunas têm desconfiado de cidadãos desconfiados. Por exemplo, nenhuma lei sobre o uso do passaporte foi implementada, e o governo só solicitou fortemente que os cidadãos solicitassem um apenas para fins de viagem, em vez de exigir por lei.

Também não houve indicação sobre o que acontecerá com um passaporte de vacina após a conclusão da viagem. Os cidadãos conseguem mantê-lo? Ou eles devolvem? Essas perguntas e muito mais deixam várias lacunas que muitos críticos acham que poderiam ser facilmente exploradas, levando à discriminação.

Embora a mudança não venha sem controvérsia, não se pode negar que ter um passaporte de vacina certamente poderia ser útil quando se trata de viajar. Entretanto, mais do que emitir passaportes, o Japão precisa acelerar as doses aplicadas.

Fonte: Sora News.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link