Washitsu: uma elegante sala ao estilo japonês cheia de significados

Washitsu pode ser definido como uma sala nas casas tradicionais do Japão. Hoje em dia elas são mais raras, tornando-se, muitas vezes, até mesmo locais em que os turistas podem visitar.

Atualmente, essas sala influenciam até mesmo a arquitetura contemporânea. O modo de organização do espaço e sua amplitude é uma das principais atrações para qualquer um.

Assim, aprenda um pouco mais neste artigo sobre essa tradicional sala japonesa e a sua importância dentro de uma casa.

Washitsu: uma sala que se transforma

Uma das principais características desse tipo de sala, é que ela pode se transformar em outros cômodos. Por exemplo, ela é uma sala aberta em que pode se colocar um tatami para dormir. Ou, até mesmo colocar uma mesa para receber alguns amigos.

Uma de suas principais características é que essa sala sempre terá finas paredes de papel de bambu, um piso de madeira coberto por um tatame trançado de talos de arroz amarrados com tecido. Certamente você já viu uma dessas salas em algum filme japonês que retrata momentos mais antigos.

Outra característica bem particular é que neste cômodo só há uma mesa. Ou seja, é um cômodo bem simples, anda extravagante.

Suas portas, normalmente dão para um espaço de terra batido em que é possível apreciar uma bela vista da natureza. Assim, a luz e o ar entram com facilidade. E mesmo nos dias mais quentes essa sala ainda consegue ser mais refrescante.

É a partir do washitsu, também, que se tem acesso a outros cômodos de uma casa japonesa.


Leia também:


Uma sala prática

Como se sabe, o espaço no Japão pode ser um pouco mais limitado em algumas casas. Entretanto, nessas salas é possível ter um maior espaço.  Afinal de contas, antigamente as pessoas possuíam apenas os tatames para dormir e objetos que poderiam ser retirados com facilidade para liberar espaço.

Sendo assim, essa é uma estética interessante, no lugar de encher uma sala de coisas, pode-se optar por deixá-la mais vazia para assim ter um espaço limpo. Vale lembrar que em muitas dessas salas também está o botsudan, o oratório de uma família.

Portanto, torna-se um espaço prático por ser mais arejado e vazio, onde só de abrir um tatame já pode se parecer com um quarto e, só de deixar a mesa ao centro, já pode-se receber pessoas.

O Washitsu contemporâneo

Até hoje esse cômodo pode ser encontrado nas casas japonesas, obviamente que existem algumas adaptações. Talvez, as principais estejam nos materiais. Afinal de contas, hoje em dia tanto as paredes, como os tatames são produzidos em larga escala e não mais a mão.

Mas, o washitsu também influenciou até mesmo a arquitetura ocidental, onde já é possível encontrar muitas características dessas salas em casas fora do Japão.

Assim, podemos considerar esse tipo de sala como mais uma das características da arquitetura japonesa e que influencia o mundo inteiro. Afinal de contas, a sua estética simplista, espaçosa e prática deixa qualquer casa muito mais receptiva e confortável.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link