Yoshie Shiratori: o anti-herói japonês que conseguiu fugir da prisão 4 vezes

Yoshie Shiratori é um dos personagens mais interessantes na história das prisões no Japão.

Quem foi Yoshie Shiratori?

Yoshie Shiratori nasceu na província de Aomori, no ano de 1936.

A primeira vez que foi preso, foi quando assumiu a culpa por um assassinato que ele não tinha cometido. Onde cumpriu a sua pena a até escapar na prisão de Aomori.

Por ser considerado um homem que nenhuma prisão conseguiu conter, teve até mesmo um filme gravado em 2017 que mostra toda a sua trajetória.

As suas fugas também podem ser entendidas como uma manifestação contra as condições das prisões japonesas. Afinal de contas, as prisões do país são conhecidas como as mais cruéis do mundo.


Leia também:


As fugas de Yoshie Shiratori

Como se sabe, o sistema penal japonês é conhecido pela sua extrema rigorosidade. Além disso, o país é um dos poucos no mundo em que ainda há a pena de morte.

Ao mesmo tempo, o sistema penal também é possui uma série de exceções com que faça que ele seja temido por qualquer um.

Entretanto, mesmo diante de toda essa situação, Yoshie Shiratori desafiou o sistema e conseguiu realizar impressionantes fugas da prisão. Assim, tornou-se um verdadeiro símbolo nacional por ter conseguido tal proeza.

E, por conta dessas fugas, foi até mesmo escrito um mangá em sua homenagem por Akira Yoshimura.

A primeira de suas fugas foi realizada com a captura da chave das algemas que o prendiam e da porta de sua cela. Isso foi possível porque ele conseguiu um fio curto em um balde de madeira.

Para enganar os guardas, fez um volume em seu futon para que ninguém percebesse que ele tinha fugido. Somente pela manhã que perceberam que ele tinha fugido. Assim, inciou-se a busca.

Ele foi localizado três dias depois, quando foi condenado a prisão perpétua sob a acusação de ter roubado um hospital, além de ter fugido.

Anos mais tarde, ele foi transferido para a prisão de Akita. E foi ali que uma das fugas mais fantásticas de Yoshie Shiratori aconteceu, ele conseguiu escalar de uma maneira fantástica as paredes lisas de sua cela até chegar em uma passagem de ar.

Para conseguir escapar, todas as noites ele subia. Até que um dia os guardas esqueceram de fechar, assim, ele escapou.

Entretanto, por não ter onde ir, foi para a casa de um policial com quem fez amizade na prisão anterior. Porém, ele o entregou às autoridades e novamente ele foi capturado.

Outra de suas fugas ocorreu na prisão de Abashiri, dali ele escapou apenas com suas roupas íntimas. Para fazer isso, ele cuspiu a sopa de missô que recebia todas as manhãs em um vão da porta da cela. Os sais acabaram enfraquecendo a porta com o tempo e, quando houve uma rebelião, Yoshie escapou.

Entretanto, foi novamente capturado e condenado a morte dessa vez por conta de suas fugas. Dessa vez, foi preso em uma prisão que não teria como ele escapar pela passagem de ar.

Assim, olhou para o chão, onde desatou os parafusos da madeira para escapar. Mas foi recapturado 1 ano depois.

Entretanto, diante do tribunal, a pena capital foi retirada. Depois, Yoshie foi condenado a 20 anos de prisão, mas a cumpriu parcialmente, quando foi libertado.

 

 

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link