Setsuzo Kotsuji: um japonês desconhecido que salvou judeus do nazismo

Se você pronunciar o nome de Setsuzo Kotsuji, ele será mais um japonês desconhecido. Até mesmo no Japão a sua história pode ser deconhecida. Entretanto, o que ele fez durante a II Guerra Mundial fio fundamental para ajudar a salvar vidas que seriam encerradas pela Alemanha Nazista.

Assim como tantos outros japoneses ele se engajou para salvar os judeus e até hoje é reconhecido por aqueles que ele ajudou.

Conheça aqui como foi esse ato de bravura e coragem.

Um japonês desconhecido salvando judeus durante a II Guerra Mundial

No dia 22 de maio de 2022, um membro do parlamento israelense e o embaixador israelense no Japão visitaram um lar de idosos em Tóquio. À primeira vista, isso poderia ser visto apenas como uma ação rotineira. Entretanto, ela revelou algo muito mais surpreendente para boa parte dos japonese.  

O objetivo da visita foi apresentar uma carta de agradecimento a Teruko, de 91 anos, segunda filha de Setsuzo Kotsuji, em homenagem às conquistas de seu pai. Sua visita foi possível graças aos esforços do ator Jundai Yamada. 

O pai de Teruko era um estudioso da cultura hebraica. 

E teve relações com Chiune Sugihara, vice-cônsul do Império Japonês na Lituânia durante a Segunda Guerra Mundial, para emitir os “vistos vitalícios”. Entretanto, a história de Sugihara é amplamente conhecida, diferente da de Setsuzo Kotsuji.

É importante saber quem foi ele, pois através desses vistos, milhares de judeus escaparam da perseguição da Alemanha nazista fugindo para o Japão. 

Assim, o homem que fez o máximo para proteger esses judeus do risco de deportação enviando-os para outros países, como os Estados Unidos, foi Setsuzo Kotsuji. Ele arriscou a vida por esse empreendimento e chegou a ser torturado por suspeita de espionagem.


Leia também


O envolvimento de um japonês desconhecido com os judeus

Kotsuji nasceu em Kyoto, Japão. Sua família era de sacerdotes xintoístas, mas ele se converteu ao judaísmo depois de ler a Bíblia e estudar hebraico nos Estados Unidos.

Kotsuji foi então convidado por Yosuke Matsuoka, que era o diretor da South Manchurian Railway Company, para ir à Manchúria, onde se envolveu profundamente com a comunidade judaica local. 

Um dos pontos curiosos dessa história é que, embora Matsuoka tenha levado o Japão ao Pacto Tripartite enquanto era Ministro das Relações Exteriores, ele também ajudou secretamente Kotsuji a proteger os judeus. Assim, há uma lista de incríveis pessoas japonesas que também ajudaram a salvar os judeus do triste fim nos campos de concentração e de extermínio da Alemanha Nazista. Entre eles, também podemos adicionar o General Higuchi que ajudou a salvar milhares de judeus

Kotsuji, que morreu aos 74 anos, descansa em um túmulo em Jerusalém. Ele havia deixado estas palavras para sua família: “Dentro de cem anos, virá alguém que me entenderá”.

Com certeza, essa é uma das histórias de vida que merece ser lembrada por todos.

Receba GRÁTIS notícias do Japão
Copy link